Publicidade
Parintins 2017
SEM LIMITES

Fanático pelo Garantido, empresário ergue um ‘QG’ na Ilha Tupinambarana

Paulista Sandro Putnoki vem desde 2001 a Parintins para se divertir e colocar em atividade um "camarote" ao lado do Boi da Baixa 29/06/2017 às 09:00
Show pa0129 01rv
Empresário se apaixonou pelo boi e até comprou uma casa em Parintins (Foto: Márcio Silva)
Paulo André Nunes Parintins

O sentimento de um torcedor apaixonado pelo Boi Garantido e pelo Festival de Parintins beira muitos limites da emoção. E, às vezes, não há distância que os separe. É assim com o empresário paulista Sandro Putnoki, 69, que desde 2001 vem à cidade de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus) para se divertir, rever velhos amigos, conhecer pessoas novas e, claro, se divertir vendo o espetáculo do Boi do Povão no Sambódromo, onde mantém um camarote exclusivo do lado vermelho e branco. E com direito a uma bandeira gigantesca de 8 metros de comprimento por 5 de largura.

Esse amor pelo vermelho e branco começou na década de 1990, quando ele era envolvido com o Carnaval e nem pensava em se aventurar pela ilha tupinambarana. Até o dia em que viu, pela TV, um vídeo sobre o Festival Folclórico, onde as galeras vermelha e azul não se misturam. Em 2001, ele veio pela primeira vez à ilha, de barco, sozinho, repetindo a ação em 2002. Em 2003, ele alugou uma casa e, pela primeira vez, trouxe a família. Nesse mesmo ano, comprou um terreno na rua Armando Prado, bairro de São Benedito e, em janeiro de 2004, começou a construção. Em 1º de maio daquela temporada ele inaugurou a casa que se tornaria seu porto seguro em Parintins e um dos locais mais conhecidos da ilha tupinambarana.

“Quando comprei a casa nem minha família sabia disso. Construí ela como forma de me manter fiel ao Garantido. Durante 10 anos vim a Parintins para assistir ao Festival e, nesse período, fiquei ausente dos aniversários da minha mãe”, disse ele, um empresário do ramo de metalurgia de segurança.

Sandro Putmoki promove anualmente, sempre no último final de semana de junho, uma concorrida feijoada, que até já entrou no calendário de eventos do Festival Folclórico. O local, claro, é a casa dele.

O amor pelo Garantido o fez ser amigo de pessoas como o ex-levantador do Garantido e atual do Caprichoso, David Assayag, a quem, em 2009, Sandro tentou convencer que permanecesse no Boi da Baixa. “Eu iria contratá-lo, mas ele acabou assinando com o contrário. Dias depois o recebi em São Paulo, mas não toquei no assunto. Somos amigos. Assim como sou amigo do Tony Medeiros (amo do Boi Garantido), de Arlindo Jr. (ex-levantador e ex-apresentador do Caprichoso) e de Sebastião Jr., atual levantador de toadas do vermelho e branco”. 

“O Sabá é o meu ídolo”, disse o comunicativo empresário, que não tem pretensão de ser da diretoria do Garantido, mas sonha ser uma espécie de “embaixador” do Festival no País.

Publicidade
Publicidade