Publicidade
Parintins 2017
RAINHA

Brena Dianná é a aposta do Caprichoso na experiência como item individual

Em seu nono ano como Rainha do Folclore, Brena Dianná valoriza tudo que viveu nos últimos anos 27/06/2017 às 16:05
Show paca0727 201f
Brena Dianná tem 24 anos e é bacharel em Direito (Foto: Evandro Seixas)
Laynna Feitoza Parintins (AM)

O Rainha do Expopin é como se fosse um concurso de miss em Parintins. E poucas pessoas no mundo têm tanto orgulho do início de sua trajetória, iniciada no referido concurso de beleza, em 2007, como Brena Dianná.

“Faz parte da minha história”, diz ela. Para o concurso, a morena teve que fazer uma coreografia country e, com isso, pediu ajuda do coreógrafo Marcos Falcão, do Boi Caprichoso. “A gente começou um laço de amizade e ele me convidou para ser Rainha substituta do Caprichoso, em 2008”, relembra a bacharel em Direito que também sonha em ser delegada.

Meses depois, a Rainha do Folclore da época teve que se ausentar do boi por conta de assuntos pessoais, deixando o cargo à disposição. “Me fizeram o convite e eu não tive como não dizer sim, com todas as letras. Porque eu sempre fui parintinense, caprichosa e de berço azulado”, orgulha-se a morena.

A coroa do Touro Negro chegou em sua cabeça no ano de 2009, quando Dianná se tornou Rainha do Folclore do bumbá. “Estreei aos 15 anos e até hoje estou levando essa responsabilidade de rainha, que não é fácil”, pondera a moça, hoje com 24 anos. Desde então, o seu carisma e popularidade despertam o carinho dos fãs.

Por conta da beleza notável, o Rainha do Expopin foi aquele que lhe abriu portas para os demais concursos de beleza que venceu: o Peladão A Bordo – O Reality, e o Miss Amazonas 2016. Este último, aliás, a colocou no topo de enquetes nacionais como a grande favorita ao título de Miss Brasil daquele ano. Por conta da mobilização dos fãs, ela acabou entrando no Top 15 do concurso – escolhido pelo público - ganhando o título de Miss Voto Popular.

“Tive uma grande surpresa quando soube que a nação contrária também estava me apoiando. Foram duas nações que se uniram em prol de uma parintinense participando em um reality, bem como do Miss Amazonas 2016. Em todas as oportunidades que eu tinha, eu falava do Festival de Parintins”, confessa ela. Apesar dos nove anos como item – Brena é o item mais antigo do Touro Negro hoje – ela nunca está acostumada com a Arena. “Parece que sou a menina de 15 anos vendo tudo pela primeira vez. Mas, apesar da coreografia, da tensão, quando eu piso na Arena, eu brinco de boi”.

Publicidade
Publicidade