Publicidade
Parintins 2017
POESIA MUSICADA

Compositores relatam a origem de toadas de sucesso do Garantido para 2017

Causos de uma vida encarnada guiam artistas a criarem canções que nortearão o Garantido na arena este ano 27/06/2017 às 14:15
Show img 4478 ga0427
Mencius Melo e sua inspiração para compor a toada ‘Serenou Laranjeira’ (Foto: Márcio Silva)
Paulo André Nunes Parintins (AM)

A inspiração para se compor uma toada pode envolver vários motivos. Mas, no geral, eles sempre trazem um motivador que vem do fundo do coração, por uma vivência marcante da infância, por exemplo, ou uma dificuldade passada.

Todos esses contextos ajudaram a criar “Serenou Laranjeira”, do compositor Mencius Melo com seu parceiro Luiz Al fredo Campos e que está no CD oficial do Boi Garantido de 2017. “A Serenou Laranjeira é uma toada do Luiz Alfredo Campos  e minha e era para o centenário do Boi (2013), em um momento em que o Garantido estava passando  por inúmeros problemas, de ordem inclusive patrimonial, com a possibilidade de perda de galpão e da estrutura do Boi, e isso era um constante”, revelou. A toada foi feita em um momento de crise muito forte e aguda, por conta de algumas gestões, explicou Mencius.

“O cenário era de guerra nas ruas para o Garantido não perder a sua propriedade. E aí fiz a toada inspirado na minha infância, quando o Garantido passava nas ruas e eu não podia ver o Boi, minha avó não deixava. Era como muitos curumins parintinenses, a gente só ouvia ao longe. Tinha aquela toada ‘Ao longe ouvi ressoar os tambores do Boi Garantido’, do poeta Paulinho Du Sagrado”, lembrou.

Ainda “curumim”, Mencius tentava espiar a passeata do Garantido por entre as brechas das tábuas da casa de madeira onde morava. “E, no canto, havia uma laranjeira. Eu lembro dessa laranjeira ao luar porque o sereno a umidificava e ficava quebrando aquela luz prata na laranjeira. Eu sempre acho muito bonito o luar quando cai sobre a mata. Então me veio essa ideia de infância, esse momento de comemoração do centenário, mas também veio esse momento triste de cobranças, de problemas. E aí eu criei a frase ‘Os problemas existem  / Vamos superar’. Passaram-se quatro anos, resolvi escrever a toada e tive a felicidade dela ser aprovada. Claro que, graças a Deus, o momento é outro: o Garantido respira melhor hoje, finaceiramente, não é 100%, mas não é a mesma dureza de 2013”, relembra.

Duas versões

Um episódio curioso cercou a gravação da toada e por pouco não comprometeu a distribuição dela, revela Mencius. “No estúdio houve um problema de ordem estética, ou não sei o quê: a toada foi modificada, desestruturada na sua origem, e eu não gostei e pedi à diretoria que não executasse a versão do CD porque a mesma não era condizente com o que eu tinha concebido. Sei que existem mudanças necessárias no estúdio, pro Boi de Arena e pra produção do álbum ‘Magia e Fascínio no Coração da Amazônia’. Mas tudo é o resultado de um diálogo. Se você conversa com um compositor, se você explica pra ele que pode haver uma mudança para melhorar, não vejo como a pessoa dizer não.  A não ser que você queira uma mudança brusca”, apontou.

E foi na base do diálogo que Mencius chegou a um acordo com a direção sobre a produção do CD: como ele não participou das mudanças feitas para o CD, Mencius pediu que a versão original fosse a escolhida para a divulgação pelas redes sociais e pelo próprio YouTube. “No CD já estava impresso e eu não iria jamais embargar a obra. A diretoria, sensível, autorizou a subida no Spotify da versão demo original, gravada na voz do levantador de toadas Sebastião Júnior. Hoje todos estão cantando a toada e terminou tudo bem”.

Tadeu chega a 13ª Evolução

O compositor Francisco Tadeu Santiago Garcia, 60, está na história do Boi Garantido, entre outras coisas, por ter composto algumas das mais belas toadas de evolução do Boi da Baixa do São José de todos os tempos. É dele a sequência de composições que este ano chega à “Décima Terceira Evolução”, um dos hits da temporada.  

É dele também “O Princípio da Festa”, uma toada estilo de abertura e que poderia muito bem abrir o CD oficial do bumbá vermelho e branco. “Gosto muito da ‘8ª Evolução’, mas a 13ª é a toada que eu considero mais bonita dentre todas de evolução do Boi Garantido”, declarou o compositor, especialista em evoluções. Fazer uma toada de evolução, destaca Tadeu Garcia,  “é falar sobre a mesma coisa sem se repetir”. Esse é o desafio do compositor, cumprido com honras por esse ícone das toadas do bumbá.

Du Sagrado tem duas toadas este ano

Um dos maiores compositores de toadas de todos os tempos do Festival Folclórico de Parintins, o músico Paulinho Du Sagrado, também tem composições este ano no CD oficial da Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido. É dele a toada “Cunhã-Poranga da Pele Vermelha”, uma verdadeira ode à mulher mais bela da tribo e um dos hits deste ano do vermelho e branco: “Vem iluminar teus passos, Cunhã-Poranga / E fascinação teu encanto, Cunhã-Poranga / Está na raça guerreira os filhos da pele vermelha / Cunhã-Poranga da pele vermelha”, diz um trecho da letra.

Ele também tem a composição “Máscara de Sucuri”, voltada a uma lenda indígena, que promete envolver a todos na Arena. Este ano, há também uma toada do levantador oficial do Garantido, Sebastião Júnior: ele emplacou a toada “Íris da Criação”. 

Publicidade
Publicidade