Sábado, 16 de Novembro de 2019
EM PARINTINS

Futuro do Boi Caprichoso estará hoje no evento Tarde Alegre da Escola de Artes

Crianças e jovens de 7 a 18 anos participantes do projeto vão mostrar o resultado do que aprenderam nos últimos dois meses



ESCOLA02222.jpg (Foto: Divulgação)
18/06/2017 às 11:20

O Curral Zeca Xibelão, em Parintins (a 534 quilômetros de Manaus), recebe neste domingo, às 18h, o encerramento do evento "Tarde Alegre" da Escola de Artes Irmão Miguel de Pascalle do Boi Caprichoso.

Na oportunidade, crianças e jovens de 7 a 18 anos participantes do projeto vão mostrar o resultado do que aprenderam nos últimos dois meses nas 13 oficinas na parte musical, artesanal, dança e capoeira.



São 620 alunos que a Escolinha de Artes atende nos turnos matutino e vespertino em duas horas de oficinas.

Marilyn Cruz, gestora da Escolinha de Artes do Caprichoso, destaca a importância do projeto azul e branco.

"Esse trabalho social do Caprichoso é muito gratificante porque é esperado tanto da nossa parte quanto dos pais e das próprias crianças. Trabalhamos no limite e temos uma grande lista de espera para essas crianças. Isso é prova que estamos desenvolvendo um trabalho com seriedade e responsabilidade. E nosso objetivo é formar talentos. As crianças que vêm pra cá com certeza chegam com grande ansiedade de aprender algo que nos acabamos realmente fazendo com que esse querer seja desenvolvido e agora, por exemplo, nessa mostra, há tantas habilidades deles que nos emociona e deixa admirados com esse ápice", disse ela.

Marilyn aproveita para agradecer ao presidente do Boi Caprichoso, Babá Tupinambá, por trazer de volta o projeto da Escola de Artes após dois anos de interrupção.

"Parabenizamos o presidente por não ter deixado realmente esse sonho ficar adormecido", disse ela.

Presidente
"Entre tantas conquistas, a reabertura da Escola de Arte Irmão Miguel de Pascalle é a que mais nove meu sentimento de presidente. Quando digo que 'unidos somos mais fortes', estou certo disso, porque nos unimos diante de um projeto social que há 20 anos faz parte da história de Parintins. Em sete meses de administração abrimos as portas da Escola, fechada há dois anos", comentou Babá Tupinambá.

Futuro
Um dos alunos da Escolinha, o estudante Marcos de Souza, de 16 anos, conta que participar do projeto é uma coisa "espetacular e mostra a criatividade das crianças; somos o  futuro do Boi Caprichoso, pra trazer a cultura popular parintinense e resgatar de uma forma de valorizar e expandir nosso cultura futuramente o boi  valorizar as crianças da Escolinha". Ele estará cantando no palco do Tarde Alegre. "A Escolinha é isso: é o futuro e nos dando oportunidades até chegar um dia à Arena do Bumbódromo", ressalta o promissor jovem.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.