Publicidade
Parintins 2017
ajustes finais

Garantido e Caprichoso reúnem em Manaus visando logística operacional e jurados

Na pauta estão questões como a segurança e a saúde para o Festival de Parintins que acontece dias 24, 25 e 26 na Ilha Tupinambarana 15/06/2016 às 15:49
Show l kl k
Foto: Márcio Silva
Paulo André Nunes Parintins (AM)

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na avenida André Araújo, no Aleixo, recebe nesta quarta-feira (15) a reunião que definirá a logística operacional para o 51º Festival Folclórico de Parintins.

Estão em pauta Manaus questões como a segurança e a saúde para o evento que acontece dias 24, 25 e 26 na Ilha Tupinambarana, como é conhecido o município a 325 quilômetros de Manaus.

A reunião começou por volta de 9h e tem conclusão prevista para por volta de 15h ou 16h. Estão participando os presidentes dos bois Garantido – Adelson Albuquerque - e do Caprichoso – Joilto Azêdo – além do prefeito de Parintins, Carlos Alexandre, o secretário municipal de Cultura, Zezinho Faria, e a presidente da comissão organizadora e de logística do Festival Folclórico, Sinatra Santos. Era esperada a participação do secretário de Estado da Cultura (SEC), Robério Braga.

Jurados

Em seguida às questões da logística operacional, os dirigentes dos dois bois e a presidente da comissão organizadora devem reunir às 17h de hoje, ainda no CICC, para tratar de um dos assuntos mais polêmicos do tradicional evento: a escolha dos jurados que vão julgar os itens das três noites de apresentação dos bumbás.

No atual cenário de verbas estatais e patrocínios cancelados, os bois terão que se readequar financeiramente também para definir os jurados. Ano passado, os julgadores vieram dos Estados de Alagoas, Goiás e Distrito Federal. Até escolherem os nomes, a comissão organizadora do Festival e as associações cumpriam o que era considerado um complicado “ritual” que incluía a visita de representantes dos bois aos três Estados definidos previamente definidos e a vinda dos jurados escolhidos (três de cada Unidade da Federação) para Manaus. Após estadia em um hotel da capital, eles embarcavam em vôo fretado para Parintins, onde eram isolados do contato de membros de Garantido e Caprichoso até o momento do início das três noites de apresentação.

Uma das principais mudanças em relação ao ano passado deverá ser a  origem dos jurados. A proposta do Boi Garantido, por exemplo, ilustra bem essa situação: a associação folclórica sugere que os julgadores sejam escolhidos entre os Estados da Região Norte, inclusive o Amazonas.

“Estaremos verificando esse assunto dos jurados após a reunião da logística operacional. Vamos discutir essas propostas com os presidentes Joilto e Adelson”, disse Sinatra Santos, da comissão organizadora e de logística do 51º Festival Folclórico.

Em princípio, devido a paixão desenfreada pelas duas associações, trazer um jurado da própria cidade de Parintins é uma coisa quase utópica.

Publicidade
Publicidade