Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
protesto

Caprichoso e Garantido protestam por corte de verba do Festival de Parintins

A manifestação, na tarde deste domingo no Largo de São Sebastião ocorreu simultaneamente com a de Parintins



02.jpg Os manifestantes afirmam que o boi bumbá além de ser o destaque da cultura do estado para todo mundo também é uma forma de gerar renda para a população (Aguilar Abecassis)
22/05/2016 às 17:52

Os movimentos folclórico dos bois bumbás Garantido e Caprichoso realizaram na tarde deste domingo (22), uma manifestação no Largo São Sebastião, Centro de Manaus, contra a decisão tomada pelo governador do Amazonas, José Melo, na última sexta-feira (20) sobre o corte de verbas destinada para cultura do estado, entre eles o do Festival Folclórico de Parintins.

A manifestação ocorreu simultaneamente com a de Parintins. Entre uma toada e outra, os afiliados dos movimentos solicitavam a saída do secretário de cultura do estado, Robério Braga que está à frente da secretaria há 23 anos.

Os manifestantes afirmam que o boi bumbá além de ser o destaque da cultura do estado para todo mundo também é uma forma de gerar renda para a população.

"Parintins é a terra que tem mais artistas do Brasil. Isso é um ato de consenso. O governador garante que cortando a verba da cultura irá melhorar na saúde e na educação, mas a cultura não tem culpa se o governo investiu em obras inacabadas. Não é o festival que está desviando o dinheiro em obras. A cultura não irá pagar pelos erros dos governantes", disse o torcedor do boi Caprichoso Anderson Souza.

O presidente do movimento da Marujada, Carlos Nery, comentou que sem esse repasse o festival não terá a qualidade que ocorreram nos anos anteriores. "Esse dinheiro é essencial para nosso festival. A cultura é fruto de melhorias para o estado e para Parintins", reforçou.

 A presidente do Movimento Amigos do Garantido, Izoney Tomé, disse que Manaus se une com o povo de Parintins pela luta da cultura do Amazonas. "Não vamos desistir desta luta aqui não é Garantido e nem Capricho, somos uma só voz que luta pela cultura popular que representa o Amazonas para o mundo. Nossa cultura não pode terminar assim", comentou.

Outros protestos e manifestações devem ocorrer durante a semana. Os atos são marcados diretamente nas páginas oficiais dos movimentos no Facebook.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.