Publicidade
Parintins 2017
AUTO DO BOI

Nova Mãe Catirina do garantido fala sobre a parceria com o Pai Francisco

João Paulo Faria, que defende o Boi do Povão desde 2015, tem uma nova companheira no Auto do Boi deste ano: a paranaense Elizandra 02/07/2017 às 17:08 - Atualizado em 02/07/2017 às 17:45
Show pai garantido0333
Uma parceria que deu certo. Foto: Márcio Silva
Lorenna Serrão Parintins

Elizandra Garcia, a nova Mãe Catirina do Garantido, se encantou pelo Boi do Povão desde a primeira vez que o viu na Arena. Há sete anos, ainda sem conhecer muito sobre os bumbás de Parintins, a paranaense foi levada para a torcida do “contrário”, mas foi só o Touro Branco surgir no Bumbódromo para a professora de educação física ter certeza de que estava do lado errado. No dia seguinte, ela trocou de torcida, passou para o lado encarnado e teve de fato o coração arrebatado pelo Boi da Baixa do São José.

Além do boi, o Auto do Boi também chamou a atenção de Elizandra, que repetiu para si mesma que um dia iria fazer parte do quadro como Mãe Catirina. Ela conheceu a Baixa, fez novas amizades e a admiração pelo bumbá com o coração na testa virou paixão, amor real. Os anos passaram e a vontade de fazer parte do projeto de arena aumentou, até que este ano ela recebeu o convite para ser a Mãe Catirina e, claro, a resposta foi sim.

“Essa brincadeira do Auto do Boi, com esse elemento africano dentro do boi bumbá, foi o que mais me chamou a atenção desde a primeira vez que vi o Garantido na Arena. Mas ele foi ultrapassado por outros itens do boi, tanto que hoje não é um item de avaliação como os outros. E este ano nós tentamos resgatar as raízes do boi, a tradição do Auto do Boi”, comentou.

E para resgatar essa tradição, Elizandra conta com a parceria do Pai Francisco, João Paulo Faria, que vive o personagem na Arena há três anos. “Nós já éramos amigos antes, a gente já tinha conversado muitas vezes sobre a importância do Auto do Boi e agora estamos fazendo essa parceria na Arena. Tentando recuperar a tradição, que para o Garantido é fundamental, essencial e prioritário”, pontuou Elizandra.

Desde que interpretou o Pai Francisco pela primeira vez, João Paulo Faria sempre buscou valorizar o Auto Boi. Em 2015, ano de estreia, ele falou no Bumbódromo. Ano passado, a história ganhou a toada “Auto do Boi Garantido”, e João participou, cantando.  A ideia de resgatar a tradição foi fundamental para o Chico do Garantido aprovar a nova Catirina. “A Eliz sempre gostou do Auto do Boi. E quando o Fábio Cardoso, o vice-presidente do Garantido, perguntou o que eu achava da Eliz ser a nova Catirina, eu só perguntei onde é que eu tinha que assinar”, disse João, em tom de descontração.

Publicidade
Publicidade