Publicidade
Parintins 2017
CAPRICHOSO

Nova Mãe Catirina tem afinidade caprichosa com Pai Francisco

O entrosamento de Felipe Camelo e sua nova parceira, Adria Barbosa, ficou evidente desde o primeiro encontro dos dois 02/07/2017 às 17:07 - Atualizado em 02/07/2017 às 17:30
Show pai caprichoso0333
Adria é jornalista e estreou este ano no Festival. Felipe, que é oficial de justiça, estreou em 2016. Foto: Evandro Seixas
Lorenna Serrão Parintins

Uma torcedora apaixonada, presente, daquelas que enfrenta sol e chuva pelo Caprichoso. Assim é a jornalista Adria Lorena Brasil Barbosa, a nova Mãe Catirina do Touro Negro. Convidada pelo Conselho de Arte, a integrante do Auto do Boi azulado, que esse ano promete muitas inovações, conta com a parceria do Pai Francisco, Felipe Camelo, para contribuir com a evolução do boi na Arena do Bumbódromo e também para passar muita energia para a Galera.

Adria e Felipe se conheceram na véspera da gravação do DVD do Caprichoso, no mês de abril, e a química entre a dupla foi sentida no primeiro contato. Pensamentos, ideias e vontade de fazer uma apresentação para valorizar o Auto do Boi, tudo com a mesma medida. Por isso, não demorou muito para que eles roubassem a cena nas apresentações do Boi da Francesa.

“A nossa energia foi incrível desde o primeiro momento. A gente se conheceu na véspera da gravação do DVD, ensaiamos algumas coisas e percebemos que as nossas ideias eram as mesmas. A gente tem uma sintonia muito grande com a galera. Nós dois temos um amor pelo Caprichoso muito parecido e acho que isso que fez a gente dar certo”, completou Adria. 

Felipe Camelo, que estreou como Pai Francisco ano passado, também é só elogios à nova parceria na Arena.“Conseguimos uma Catirina super empenhada, cheia de energia, que está agregando ao Auto do Boi de uma forma inexplicável, ela é dez”, comentou Camelo, que é oficial de Justiça, além de ator e passista folclórico. 

Valorização
Ano passado, o Auto do Boi do Caprichoso já teve um espaço maior em comparação com os anteriores. este ano, porém, o Pai Francisco afirma que foi inovador e recebeu a valorização que merecia dentro da evolução do bumbá.

“O Auto do Boi é o coração da brincadeira do bumbá, a nossa ideia é valorizá-lo cada vez mais através dos movimentos, figurinos e colocação cênica. O fato de não concorrer não é de determinante para que seja posto em segundo plano, a gente trata como quadro principal de fato”, comentou Camelo.

Publicidade
Publicidade