Publicidade
Parintins 2017
Substituição

Presidente do Garantido diz que Daniela Tapajós pode voltar na terceira noite

Segundo ele, Daniela, que é porta-estandarte oficial do boi vermelho, apresentou tontura e desmaio na primeira noite, e por isso foi poupada na segunda. "Se ela tiver pronta para assumir o cargo que é dela, não tem problema nenhum". 02/07/2017 às 02:26 - Atualizado em 02/07/2017 às 02:36
Show erq 1290
Daniela Tapajós foi substituída na segunda noite de Festival (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Laynna Feitoza Parintins (AM)

Daniela Tapajós não foi definitivamente removida do cargo de Porta-Estandarte do Boi Garantido. A informação foi dada pelo presidente do bumbá, Adelson Albuquerque, após a 2ª apresentação do touro branco no 52º Festival Folclórico de Parintins, no Bumbódromo. Segundo ele, Daniela apresentou tontura e desmaio na primeira noite, e por isso foi poupada na segunda.

“Ela apresentou problemas de saúde na primeira noite na arena e tivemos muita cautela em poupá-la. Se ela tiver preparada para a terceira noite, ela pode voltar. Se ela tiver pronta para assumir o cargo que é dela, não tem problema nenhum. Mas ontem ela não estava bem fisicamente e não quisemos arriscar a segurança dela”, declara ele. Ainda de acordo com Adelson, até o momento as informações de que Daniela estaria grávida não procedem.

“Ela não apresentou nenhum exame que comprovasse a gestação. Existem só especulações, mas cabe a ela declarar se está ou não está ou apresentar exame para ficar respaldada. Para não ocorrer situação de desmaio dentro da arena, situação de mal-estar”, coloca ele.

(Nabila Barbosa subsituiu Daniela Tapajós na segunda noite do Festival de Parintins. Foto: Euzivaldo Queiroz)

De acordo com o presidente do Garantido, a alegoria que trouxe a porta-estandarte na segunda noite traria um risco muito grande se caso ela apresentasse, durante a apresentação, um problema de saúde. “É uma situação que fica delicada para nós. Então resolvemos poupá-la por não haver confirmação [da gravidez]”, destaca.

Sobre a apresentação da porta-estandarte substituta, Nabila Barbosa, ele diz que é difícil pegar uma pessoa de supetão e colocá-la como substituta tão rápido. "Já faz algum tempo que ela não dança. Ela já foi porta-estandarte nas festas de outros municípios. O importante para nós é que apresentamos o item da forma maravilhosa como foi e esperamos que os jurados deem a nota máxima daquilo que foi merecido”, pondera.

 

 

Publicidade
Publicidade