Publicidade
Parintins 2017
rumo ao festival

Procon Manaus fiscaliza transportes com destino ao município de Parintins (AM)

Ouvidoria e Proteção ao Consumidor de Manaus (Procon Manaus) está realizando uma ação educativa nos portos e aeroportos da capital amazonense 22/06/2016 às 18:34 - Atualizado em 22/06/2016 às 19:12
acritica.com* Manaus (AM)

Com a proximidade da maior festa folclórica do Amazonas, o Festival de Parintins, a Ouvidoria e Proteção ao Consumidor de Manaus (Procon Manaus) está realizando uma ação educativa nos portos e aeroportos da capital amazonense. Na manhã desta quarta-feira (22), o porto da Manaus Moderna e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes foram alvos da fiscalização.

“O objetivo é garantir a integridade e a saúde do consumidor, tendo em vista que serão avaliados os cuidados com a alimentação oferecida, bem como a segurança na condução dos passageiros e os valores das passagens, tanto fluvial, quanto aérea”, explicou o coordenador do Procon Manaus, Afonso Lins.

Para o torcedor do Boi Garantido, Maciel Vasconcelos, a iniciativa “é uma maneira de receber orientações sobre o tempo de espera e, caso haja alguma irregularidade, saber a quem recorrer e denunciar”, comentou.

Já Jackson Gladson Aguiar, torcedor do Boi Caprichoso, não sabia que os direitos do consumidor se aplicavam também para as viagens em embarcação. “Não espera ver o Procon Manaus dentro do barco nos orientando e nem sabia que eu tenho a quem recorrer. Foi uma boa surpresa para todos que estão aqui”, disse.

Na ação, foram distribuídos exemplares do Guia do Consumidor Turista, redigido em português, espanhol e inglês, além de panfletos com as principais leis consumeristas em vigência na cidade de Manaus.

Balanço

No porto da Manaus Moderna foi dado um auto de constatação para uma embarcação que não apresentava em sua passagem o horário de saída.

“Conforme está descrito no artigo 6°, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), o prestador de serviço, no caso da embarcação, deve conter informações claras e corretas, como a descrição do horário”, reforçou o assessor jurídico do Procon Manaus, Fabrício Lima.

Nesse caso, também se feriu o artigo 35°, por descumprimento da oferta, pois a embarcação ofertou passagens com um horário que não estava sendo cumprido.

No Aeroporto Eduardo Gomes, foram fiscalizadas sete empresas que fazem o transporte aéreo para Parintins e foi constatado que todas estão regulares.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade