Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2020
REFORMA

Reparos no Bumbódromo para o Festival Folclórico iniciam neste domingo (25)

Adequações na pintura, parte elétrica, hidráulica e hidrossanitárias têm cinco dias para serem concluídas



pintura.jpg Pinturas das arquibancadas iniciaram hoje (25) (Foto: Evandro Seixas)
25/06/2017 às 16:18

Os reparos no Bumbódromo de Parintins para as três noites do 52º Festival Folclórico iniciaram neste domingo (25). Pinturas na estrutura, melhorias na parte elétrica, hidráulica e hidrossanitárias serão executadas em até cinco dias. O festival, que inicia na sexta-feira (30), vai até a próxima segunda (2) e deve atrair milhares de torcedores e visitantes para o local.

A previsão é todas as arquibancadas, áreas VIP, camarotes e banheiros sejam pintados. Além disso, serão executados trabalhos na parte elétrica e adequações nas instalações sanitárias. Ao todo, 70 homens da empresa Contrac Engenharia, contratada pelo Governo do Estado, vão trabalhar para entregar o Bumbódromo antes da primeira noite.



De acordo com o responsável técnico da empresa, Anderson Gomes, atualmente 45 trabalhadores se dedicam às obras. Eles devem iniciar a reforma com a pintura nas áreas do Caprichoso, Garantido e na parte externa, a qual tem o apoio da prefeitura.

Ele conta que é a primeira vez que a empresa trabalha na requalificação do Bumbódromo. “Já fizemos outras obras pelo Governo em parceria com outras prefeituras, mas Parintins é uma responsabilidade muito grande pelo nome do festival”, explicou.

Anderson explica ainda que, além do prazo, o maior problema é a possibilidade de chuvas na cidade. “Estamos contando com a ajuda do tempo. O tempo agora é o maior inimigo. A nossa preocupação é essa... Mas podemos passar certeza para o povo parintinense, amazonense e para o mundo que o festival vai acontecer como sempre aconteceu em todos os anos”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.