Domingo, 21 de Julho de 2019
COMEMORAÇÃO

Após conquista do 32º troféu, presidente do Garantido já pensa no bicampeonato

"Esse título representa a superação de um povo que luta incansavelmente pelo melhor boi do mundo", disse Fábio Cardoso



WhatsApp_Image_2019-07-01_at_18.15.01_939537FD-88D0-46D8-8E7C-FF7E22AEBF7C.jpeg Foto: Euzivaldo Queiroz
01/07/2019 às 19:59

Choro e êxtase marcaram o anúncio da vitória e do 32° título do Boi Garantido por parte do presidente da associação folclórica, Fábio Cardoso, na tarde desta segunda-feira (1º).

"Esse título representa a superação de um povo que luta incansavelmente pelo melhor boi do mundo. Após três belíssimos espetáculos fomos coroados com essa conquista, uma vitória justa no Boi que de fato foi o melhor do Festival. Agora é comemorar", analisou o dirigente, que está em seu terceiro ano à frente do bumbá e buscava essa conquista.

Cardos disse que o diferencial do Boi Garantido neste ano foi o "bloco musical que foi nota 10". O dirigente comentou que, para 2020, no seu último ano de mandato, "vai trabalhar pelo bicampeonato".

Diferença de oito décimos

Com uma diferença de oito décimos (0,8 pontos), o Boi Garantido venceu o 54º Festival Folclórico de Parintins e conquistou o 32º título de sua história. A apuração das notas aconteceu na tarde desta segunda-feira (1º), no Bumbódromo de Parintins.

Apresentando o tema "Nós, o Povo", o bumbá da Baixa do São José somou 1.258,4 pontos contra 1.257,6 do Boi Caprichoso. Veja as parciais de cada noite aqui.

Na disputa específica entre as galeras, a do Garantido também levou a melhor: 90 pontos contra 89,6 do Caprichoso, na soma das três noites.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.