Sábado, 24 de Agosto de 2019
CONDUTORA

Após sete anos longe da Arena, Brunella Dantas volta a conduzir David Assayag

A cirurgiã dentista tem a responsabilidade de conduzir o levantador de toadas sob olhar do público e dos jurados



_ASL7879ddd_ACE39E3A-A5B9-4433-ABEC-925C96348170.JPG Brunella Dantas é a condutora do David Assayag (Foto: Jair Araújo)
28/06/2019 às 15:05

Conduzir uma pessoa com deficiência visual exige sensibilidade e confiança. Conduzir um levantador de toadas que é item do Festival Folclórico de Parintins quando ele está sob os olhares atentos do público e dos jurados eleva ainda mais o nível exigido, e esse é o papel da cirurgiã dentista Brunella Dantas, que este ano volta a orientar David Assayag durante as três noites do Festival, após sete anos longe. “Vamos fazer esse replay”, comenta.

Com 15 anos ela começou a se apresentar com o grupo de dança Garantido Show, grupo oficial de dança do encarnado. Ser dançarina de um boi não a impediu de concorrer no concurso “Garota Bar do Boi”, do outro. Ela conquistou o posto e passou a dançar pelo Caprichoso.

No entanto, Brunella acabou voltando em 2005 ao Garantido para acompanhar David, seu marido, à época. Antes dela, a mulher que entrava com o levantador no Bumbódromo era escolhida no concurso “Morena Bela”.  A cirurgiã permaneceu no boi da Baixa do São José até 2010, quando Assayag foi para o touro negro e ela o acompanhou.

Questionada se tem um boi do coração – já que integrou os dois - ela responde com firmeza que tem “um boi de estrela”. “Acho que é muito por afinidade, como você é tratado no ambiente, como você é cativado e acaba alimentado o sentimento. Sempre fui bem recebida no Caprichoso e ele já faz parte de mim”, garante.

Em 2011 o casal separou e Brunella distanciou-se do mundo bovino para dedicar-se à carreira. “Eu passei a fazer especialização, comecei a integrar a equipe do Sesi Saúde, onde estou até hoje e acabei me desligando”, relembra.


Brunella e David na Arena (Foto: Jair Araújo)

Ela conta que, mesmo com o fim do casamento, o respeito e admiração mútua continuaram, tanto que em 2018 o ex-marido a convidou para conduzi-lo na arena na primeira noite do Festival. A participação de Brunella foi tão bem-sucedida que ela foi aprovada pelo Conselho de Arte para voltar para as três noites em 2019.

“Ano passado foi uma energia única, uma coisa muito forte pra mim. A gente sempre faz uma oração, sempre conversa antes de entrar na arena e foi maravilhoso. Me remeteu àquele momento lá atrás, quando entrei pela primeira vez na arena e estava muito nervosa”, diz emocionada.

Preparação

A alma de dançarina presente na cirurgiã não a deixa ficar indiferente às toadas enquanto guia o levantador durante a apresentação, por isso ela se prepara com trabalho físico para bailar tal qual uma das itens. A facilidade para aguentar as três noites de espetáculo ela já tem por ter sido fisiculturista, então trabalha mais a resistência.

 “Nesses sete anos longe do boi eu me dediquei ao fisiculturismo, fui bicampeã amazonense na categoria wellness, então faz parte do meu dia a dia cuidar do corpo, da alimentação, fazer atividade física. Desde abril, quando soube que entraria na arena, foquei na resistência, porque o boi consome muito, equivale a fazer corrida, e às vezes nem a corrida cansa tanto”, assegura.

A fantasia de Brunella, confeccionada por Rafael Viana, foi feita para combinar com a de David. Ambas seguem a temática da noite. Sobre a expectativa para o Festival deste ano, ela diz que espera competitividade, beleza, divulgação do contexto cultural de Parintins e, claro, que o Caprichoso saia mais uma vez campeão.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.