Publicidade
Parintins
Parintins 2018

Arquibancadas lotadas e performance afro impressionam no ensaio técnico do Garantido

Com início às 22h, toda a equipe de músicos, cantores, coreógrafos e demais artistas fizeram parte do ensaio, que chamou a atenção para algo especial: pela primeira vez um ensaio técnico do Garantido teve a participação dos itens oficiais em conjunto com os itens substitutos 27/06/2018 às 00:25 - Atualizado em 27/06/2018 às 11:35
Laynna Feitoza Parintins (AM)

A arquibancada do Garantido não conseguiu suportar, sozinha, os tantos torcedores que acompanharam o 1º ensaio técnico do bumbá vermelho e branco na arena do Bumbódromo na noite desta terça (26), em Parintins. Pessoas vestindo vermelho ocuparam os assentos do boi Caprichoso, e puderam conferir de perto uma prévia do que será os três dias do 53º Festival Folclórico de Parintins.

Com início às 22h, toda a equipe de músicos, cantores, coreógrafos e demais artistas fizeram parte do ensaio, que chamou a atenção para algo especial: pela primeira vez um ensaio técnico do Garantido teve a participação dos itens oficiais em conjunto com os itens substitutos, para deixá-los preparados quanto a possíveis imprevistos. Exemplo disso foi o pajé substituto Adriano Paquetá, que participou do Auto do Boi no lugar do pajé oficial, André Nascimento. E do amo do boi substituto, Salomão Rossy, que dançou na arena ao lado do atual amo do boi, Tony Medeiros.

O momento mais marcante do ensaio técnico foi a participação 15 bailarinos coordenados pelo coreógrafo carioca Patrick Carvalho, durante a toada “Consciência Negra”. Patrick criou a comissão de frente “O grito de liberdade”, que a escola de samba Tuiuti apresentou no Carnaval 2018. No ensaio do Garantido, os bailarinos fizeram uma performance repleta de sinergia com movimentos de raízes afro. O momento apresentou a toada encaixada no item “Toada, Letra e Música” e também apresentou a avaliação do item “Levantador de Toadas”. Enquanto os bailarinos dançavam, o levantador Sebastião Júnior cantava enquanto tocava percussão.

No quadro de itens oficiais, quem estava cheia de fôlego em seu primeiro ensaio oficial foi a nova Catirina do boi Garantido, Cáritas Vaz. A sua estréia no item aconteceu no dia 23 de junho, dia do seu aniversário. “Renasci Catirina. Relutei em aceitar o convite porque é preciso ficar desprovido de vaidade e tive medo de mim, da timidez, de enfrentar o público. O Garantido é sagrado e fiquei com medo de não conseguir me entregar. Mas falei que ia me enfrentar. Minha maior rival sou eu, não o contrário”, declarou Vaz.

Diretrizes

De acordo com Fred Góes, membro da Comissão de Artes do Garantido, houve, no ensaio técnico, a marcação de coreografias com a passagem de som, no intuito de equilibrar toda a banda, músico por músico, instrumento por instrumento. “Equilibramos a parte de percussão adicionada aos arranjos da Batucada, e após tudo isso fizemos uma passagem na sequência de uma das noites do festival. O coordenador definirá qual será a noite”, declara ele.

Segundo Fred, o ensaio técnico serve para passar ao torcedor do bumbá vermelho a segurança necessária de que tudo irá correr bem na arena. E alguns tópicos já comuns ao Garantido, como o instrumental carregado pelos naipes de cordas e metais, vão ganhar uma nova ênfase esse ano. “Haverá vários momentos de percussão durante as três noites de festival. Os instrumentos de percussão afro e tambores indígenas serão bem presentes. A parte rítmica se encaixa no contexto temático do boi”, coloca Góes.

Publicidade
Publicidade