Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020
ANÁLISE

Diretoria do Garantido faz avaliação positiva da noite: 'saiu como planejado'

Para o presidente Fábio Cardoso, tempo apertado no final da apresentação não atrapalhou em nada o Boi da Baixa do São José



IMG_8182_511DDE03-37BE-4E48-9F97-E13943F05EE8.JPG (Foto: Euzivaldo Queiroz)
30/06/2019 às 02:47

Um verdadeiro espetáculo vermelho e branco incendiou o Bumbódromo na noite deste sábado (30). Fechando a segunda noite de apresentações, o Boi Garantido celebrou sua galera apostando na animação com subtema “Garantido, o Boi da Alegria do Povo”. Mesmo encarando alguns contratempos na entrada das últimas alegorias, o presidente Fábio Cardoso avalia como positiva a apresentação de hoje.

“Foi mais um espetáculo lindo que saiu como planejado. O Garantido mostra mais uma vez toda sua força. Eu acredito que esse final na verdade deixou um gosto de emoção aflorada, tivemos um belissimo ritual e acho isso não atrapalhou em nada. A gente conseguiu de fato apresentar o ritual. Essa noite nos encheu de orgulho”, diz Cardoso.



Levando o público ao delírio ao trazer toadas consagradas como “Vermelho”, do compositor Chico da Silva, o Boi da Baixa do São José mostrou sintonia com sua galera. Para o presidente, o Garantido se destaca pela emoção que transmite e projeta no sentimento, o ingrediente principal para fechar a terceira noite, neste domingo (1) e conquistar o trigésimo segundo título este ano.

“Amanhã vamos fechar com chave de ouro e vamos levar para arena algo surpreendente. O Garantido se destaca pela emoção, vamos apostar nisso e mostrar que nós nos planejamos para ser campeões. Muito mais emoção, amor, surpresas, o garantido vem muito mais forte. Amanhã tem mais”, pontua.

Para o diretor de espetáculo do Garantido, Edwan Oliveira, a apresentação aconteceu dentro da temática e mostrou a alegria do povo. “É a alegria desse povo que construiu essa identidade cultural brasileira muito diversa e que hoje se manifesta, principalmente nas manifestações juninas, que são da quadra da qual o boi-bumbá faz parte. Nós viemos com esse espetáculo que começou alegre, empolgante, foi crescendo até se concluir com o ritual.  A nossa avaliação é totalmente positiva, estamos muito felizes com o resultado do trabalho e amanhã vamos apresentar mais desse projeto “Nós, o Povo!”, que é o projeto que vai levar o título para a Baixa do São José o título de campeão 2019” avalia.

O cantor Edilson Santana, que já foi amo do boi, voltou à arena e dividiu os vocais com o levantador Sebastião Júnior, o que para o diretor foi uma “pitada” a mais. “O Edilson e o carimbo foram um tempero a mais. O Pará, nosso vizinho e também muito rico culturalmente, e hoje nós estamos muito interligados, não só pela cultura, mas também por essa relação familiar muito próximas”, comenta Oliveira.

*Por Juan Viana e Suelen Gonçalves

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.