Publicidade
Parintins
TRANSIÇÃO

Disputa dos bois mirins tem despedida de cunhã, que sonha em ser item do Caprichoso

A pequena Tayná de Souza, de 14 anos, se despediu do Boi Tupi e alimenta sonho de, no futuro, representar o mesmo item no Touro Negro 24/06/2018 às 20:57 - Atualizado em 24/06/2018 às 21:00
Amanda Guimarães Parintins (AM)

No ritmo da Batucada de Guerra do Boi Tupi, a adolescente Tayná de Souza, 14 anos, defendeu o item de Cunhã-Poranga durante a Disputa de Bois Mirins neste domingo (24), na Praça dos Bois, próximo ao Bumbódromo, no município de Parintins. A programação faz parte do 53º Festival Folclórico de Parintins, que se encerra com as apresentações do Boi Garantido e Caprichoso a partir do dia 29 e segue até o dia 1 de julho.

A Disputa de Bois Mirins possuiu as mesmas características das apresentações das associações folclóricas de Parintins. A diferença é que os itens são defendidos por crianças e adolescentes. Todos os anos os Bois Tupi, Mineirinho e Estrelinha tem entre 80 a 90 minutos para apresentarem um tema que agrade os jurados.

Representando a mulher mais bonita da tribo, a Cunhã-Poranga, Tayná fez sua despedida do Boi Tupi neste domingo. Agora, o desejo dela é se preparar para se transformar em item oficial do Boi Caprichoso. 

“Sempre sonhei em ser Cunhã-Poranga de um Boi Mirim. Consegui isso durante dois anos e agora estou me despedindo, porque realmente o tempo passou. Tenho o sonho de ser cunhã do meu Touro Negro. Quero me preparar para isso e sei que vou conseguir”, afirmou. 

A adolescente também comenta que mesmo com a experiência na Arena sempre fica nervosa. “Eu me preparei para dançar durante a apresentação. Fico toda vez nervosa, mas quando entro pareço que esqueço de tudo”, disse. 

 Conforme a organização da 53º Festival Folclórico de Parintins, cerca de 2 mil pessoas assistiram às apresentações na noite de hoje. “Os Bois Mirins são independentes. As apresentações acontecem por meio de crianças e adolescentes. Estávamos preparando esse evento desde abril e estou muito feliz com o resultado. Amanhã será realizada a apuração das notas. Hoje seis jurados avaliaram os três Bois”, explicou o organizador do Festival, Mário Pinheiro.

Ainda segundo o organizador, os Bois competem em quesitos como ritmo, cênico e coreográfico. “É como a disputa entre Caprichoso e Garantido. Temos levantadores de toadas, sinhazinhas da fazenda, entre outros itens. Fico feliz, porque hoje estimamos a presença de 2 mil pessoas”, completou.

Publicidade
Publicidade