Domingo, 21 de Julho de 2019
ENSAIO AZUL

Passagem de som do Caprichoso surpreende por técnica e emoção

A diretoria de arena fez questão de seguir todos os passos das noites de apresentações para colocar os brincantes já no clima de disputa



01_31151A17-75FA-428C-82FF-2F454AC5F71A.jpg Passagem de som do Caprichoso no Bumbódromo nesta quarta-feira (Foto: Jair Araújo)
27/06/2019 às 02:13

E o Caprichoso transformou o que seria uma passagem de som em um Ensaio Técnico de Arena, na noite desta quarta-feira (26), e verificou todas as principais marcações cênicas, bem como as evoluções dos seus principais itens, além, claro de ajustar o som para a grande performance dos dias 28, 29 e 30. O boi azul continua mostrando que não está para brincadeira na sua busca pelo tri.

Antes de abrir a noite, o presidente do Conselho de Arte, Ericky Nakanome, convocou a Galera, que lotou o espaço azul do Bumbódromo, e também o lado vermelho do contrário (Garantido), para que nas três noites vibrassem muito para ajudar o Boi a conquistar o tricampeonato, que não acontece há 23 anos. “Vamos pisar na arena sem a soberba do ‘já ganhou’ e que venha o tri se Deus quiser”, com essas palavras que arrancaram aplausos calorosos dos expectadores teve início o ensaio.

A diretoria de arena fez questão de seguir todos os passos das noites de apresentações para colocar os brincantes já no clima de disputa. Os brincantes se posicionaram em suas marcas, desenvolveram as coreografias sob a orientação dos coreógrafos de cada tribo. E o ensaio seguia um roteiro de organização perfeitamente sincronizado. Como já é uma característica da atual gestão do Caprichoso.

E a marcação técnica já começou com o apresentador do boi Caprichoso, Edmundo Oran adentrando na arena em uma plataforma elevada, o que dava a noção dos espaços das alegorias para os brincantes que estavam evoluindo.

As tribos evoluíram seguindo o roteiro definido para as apresentações inclusive com as marcações coreográficas que estão sendo ensaiadas exaustivamente. Além disso, a parte cênica também vou colocada em prática pelos brincantes.

Os itens também fizeram suas performances como se estivessem na apresentação do Bumbá e arrancaram os aplausos dos expectadores.

O pajé Neto Simões, que estava caracterizado para a apresentação, mostrou todo seu talento ao evoluir na arena, demonstrando um pouco de como serão suas performances nos rituais, como na alegoria Yanomami, A Cura da Terra, que será o clímax da 1ª noite do Caprichoso. O Ritual Indígena vai tratar da cura da terra na visão do povo Yanomami.

Homenagem

O ex-tripa do boi Caprichoso Markinho Azevedo, que deixou o posto por questões de saúde estava presente no ensaio e foi homenageado pelo atual tripa, Alexandre Azevedo, seu filho. Ele evoluiu na arena, dando vida ao boi de pano, como fez durante mais de duas décadas.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News img 3359 fc0997b7 5d55 4eeb ae15 98c46b0d43d9
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.