Publicidade
Parintins
EMOÇÃO

'Espero ter ajudado o Caprichoso vencer', diz artista paraense Dona Onete

A cantora cantou a música "Boi de Negro", acompanhada do violonista e compositor brasileiro Sebastião Tapajós 30/06/2018 às 03:49 - Atualizado em 30/06/2018 às 10:53
Show dona onete agora
A diva do carimbó participou de dois momentos diferentes na primeira noite do Boi Caprichoso (Foto: Antonio Lima)
Amanda Guimarães Parintins (AM)

A artista paraense, Dona Onete, abrilhantou a primeira noite de apresentação do Boi Caprichoso nesta sexta-feira (29), no Bumbódromo de Parintins. A cantora  participou em dois momentos, e em um deles foi acompanhada do violonista e compositor brasileiro Sebastião Tapajós.

Após a apresentação, a cantora afirmou que está feliz por ter participado da primeira noite do Festival Folclórico de Parintins. Ela destacou que foi convidada pela associação folclórica do Touro Negro para cantar os próprios sucessos.

“Eu tenho uma música que fala da mãe terra, do tambor do negro. Eles (Caprichoso) perguntaram se podia cantar no festival e a minha produtora deixou. Esta música estará no meu terceiro CD. Cantei um trechinho da Mãe Terra e eles ficaram muito felizes por ter feito isso”, afirmou a artista.

Depois da apresentação, um dos principais nomes do carimbó voltou a Arena de disputa dos dois bois de Parintins ao lado de Sebastião Tapajós. “Cantei com o Sebastião Tapajós durante a entrada da Catirina e Pai Chico. Eu nunca pensei em cantar no Festival. Mas como eles souberam que ia cantar no dia 30 deste mês em Manaus, me convidaram. Eu disse para a minha produtora que queria vir, porque se luto pelo folclore do Norte. Então, Manaus é Norte, Parintins é Norte”, destacou Dona Onete, que foi bastante elogiada pelo conterrâneo. 

Mesmo com anos de carreira, a diva do carimbó, comentou da felicidade em participar da programação. “Me sinto privilegiada deles terem aceitado a metade da minha música. Quando sair no meu CD, todos vão lembrar. Eu estou aqui como um confeito do bolo. A história já estava pronta. Eles acharam de me chamar e eu disse que viria”, disse a artista.

Dona Onete não descartou a participação em próximos festivais. “Não paro em Belém, quando paro é para tratamento. Mas quem sabe né. Espero ter ajudado o Caprichoso vencer”, completou.

Publicidade
Publicidade