Publicidade
Parintins
PREPARAÇÃO

Cidade de Parintins passa por reformas antes do Festival Folclórico 2018

Palco da disputa dos bois Caprichoso e Garantido, o Bumbódromo, é um dos prédios públicos que passa por reforma. O local deve ser entregue na próxima quarta-feira (27) 23/06/2018 às 13:55
Show obra agora
O prefeito de Parintins, Bi Garcia, participou de um evento na manhã deste sábado (23) com profissionais de limpeza da cidade (Foto: Antônio Lima)
Amanda Guimarães Parintins (AM)

Na contagem regressiva para o início do Festival Folclórico de Parintins 2018, que acontece a partir do dia 29 e segue até o dia 1° de julho, a Prefeitura de Parintins (distante 369 quilômetros de Manaus), intensificou neste fim de semana os trabalhos de infraestrutura para receber cerca de 100 mil visitantes. Palco da disputa dos bois Caprichoso e Garantido, o Centro Cultural e Esportivo Amazonino Mendes, mais conhecido como Bumdóbromo, é um dos prédios públicos que passa por reforma. O local deve ser entregue até a próxima quarta-feira (27).

Segundo o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, o investimento para a realização das obras gira em torno de 90 milhões, somando recursos próprios, do Estado e também da União. Outros pontos que passam por reformas são o Balneário Cantagalo, os currais dos bois de Parintins, Mercado Municipal de Parintins, Aeroporto Regional de Parintins e o Planeta Boi. O último receberá a tradicional Festa dos Visitantes, que neste ano, contará com as atrações Zé Neto e Cristiano, além do DJ Alok.

“Olha, estamos em um trabalho desde o ano passado de recuperação de sistema viário. Ano passado não tivemos convênio, fizemos com o recurso próprio, mas esse ano temos investimentos e convênio do Estado do Amazonas. O Festival de Parintins traz um legado gigantesco em relação à investimentos. Este ano, deve alcançar uma média de R$ 90 milhões. Recurso do Governo Federal, do orçamento da União”, explicou o prefeito.

Por conta da proximidade do Festival, a cidade de Parintins passa por uma operação de tapa-buraco, de pintura de meio fio e reforma de calçadas. “Só da Secretaria de Obras, temos em torno de 500 pessoas nas ruas de Parintins. Elas estão arrumando a cidade, pintando os locais e realizando a operação de tapa-buracos. Apenas no Bumbódromo, onde é a prioridade, temos a atuação de 70 homens”, afirmou.

A expectativa da Prefeitura de Parintins é que o Bumbódromo esteja pronto para receber as disputas do bois já nesta quarta-feira (27). Devido às reformas, a geração de empregos estimada pelo município é de 5 mil.

 “Tudo que está sendo feito no Bumbódromo se diz a respeito a segurança. Estamos reformando a estrutura do local, na parte elétrica. O objetivo é adequar conforme solicitação do Corpo de Bombeiros. Como a gente antecipou as obras lá, queremos entregar 100% na quarta-feiras. Com todas as reformas, estamos estimando a geração de 5 mil empregos”, destacou Bi Garcia.

Obras

Conforme o titular da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) de Parintins, Mateus Assayag, toda a cidade de Parintins passa por obras. “A preparação para o Festival está sendo intensa. Todo o município passa por reformas. Essas atividades acontecem durante todo o ano, mas são intensificados agora no festival. O Aeroporto também passa por manuntenção”, disse.

Visitantes

Como a Prefeitura de Parintins estima um investimento de R$ 90 milhões, a expectativa é que o Festival Folclórico deste ano seja o maior de todos os tempos. “Vamos ter o investimento de R$ 90 milhões. O município tem orçamento de R$ 152 milhões e o Festival de Parintins deixa na economia local R$ 80 milhões. É muito imporante a realização do Festival, porque é o principal produto cultural turístico do município. Estamos esperando a entrada de 100 mil turistas. Pelo aeroporto, deve entrar 25 mil”, informou o prefeito.

Ainda segundo Bi Garcia, o Festival Folclórico de Parintins deu a volta a por cima desde quando o Governo do Amazonas, em 2016, decidiu tirar o patrocínio do evento. “Este festival é o reflexo do ano passado. Em 2016, tivemos um grande baque por conta da saída do governo em relação ao patrocínio. Agora conseguimos recuperar o baque e avançamos expressivamente”, completou.

Publicidade
Publicidade