Quinta-feira, 06 de Agosto de 2020
FLECHAS SERPENTES

Garantido apresenta duelo entre guerreiro e macaco gigante em Lenda Amazônica

Com alegoria de Emerson Brasil, a lenda fala  sobre uma crença do povo karajá, habitante das margens do rio Araguaia, e segundo a qual macacos gigantes atacavam e devoravam os índios



FLECHAS_EFD4B1FC-C690-4958-B63E-23DC9D85F582.jpg (Foto: Euzivaldo Queiroz)
30/06/2019 às 00:39

Depois de dedicar os primeiros 45 minutos da apresentação de sua segunda notie do Festival Folclórico de Parintins a uma Celebração Folclórica dedicada a São João, o Garantido apostou em um forte momento tribal, que contou com a primeira participação da noite do pajé Adriano Paketá. 

Interagindo com uma coreografia das tribos, Paketá abriu caminho para a coreografia dos índios Palikur, que levantou a galera vermelha e branca com uma performance empolgante. 



Com pouco mais de uma hora de apresentação, o Garantido começou a apresentar sua Lenda Amazônica, Flechas Serpentes. Com alegoria de Emerson Brasil, a lenda fala  sobre uma crença do povo karajá, habitante das margens do rio Araguaia, e segundo a qual macacos gigantes atacavam e devoravam os índios pendurando seus ossos em uma árvore colossal.

Um imenso macaco surgiu do meio da alegoria, surpreendendo o público. A cênica apresentou o guerreiro Maricá conhecendo o segredo das flechas serpentes e as dispara contra o olho do macaco gigante, vencendo a batalha. Quando o macaco é derrotado, ele ‘liberta’ a cunhã-poranga Isabelle Nogueira, que evolui celebrando a vitória do povo karajá. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.