Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
ESFORÇO

Grupo de torcedores desce o rio Amazonas para prestigiar boi Garantido

Há pelo menos 25 anos o grupo com cerca de 20 pessoas deixa Itapiranga e passa a “morar” temporariamente no barco, até a última noite



GALER_30B17AC4-7479-44FD-BB43-A900BCDC1626.JPG (Foto: Euzivaldo Queiroz)
28/06/2019 às 15:16

Nove horas de barco descendo o rio Amazonas é o que o funcionário público Eder Cunha e sua família percorrem para assistir o Garantido nas três noites do Festival Folclórico de Parintins. Há pelo menos 25 anos o grupo com cerca de 20 pessoas deixa Itapiranga e passa a “morar” temporariamente no barco, até a última noite, quando navegam mais 12 horas subindo o rio de volta para casa.

O grupo garante que as horas de viagem e na fila não tiram a energia para o momento da apresentação. Se depender do desejo de Eder, neste ano a Galera - item 19 do Festival - leva a nota 10. “Dois anos que a gente perde e não sei nem quantos anos que a Galera não ganha o 10. O pessoal do contrário fala, fala, mas deixa eles, nunca vão alcançar nosso número de títulos”, provoca aos risos o torcedor do encarnado.



A professora Nira Cunha, esposa de Eder, vem acompanhada de irmãs, cunhados e sobrinhos. Ela diz que todo esforço é válido para ver o boi amado na arena. “É amor, né, não tem outra forma de explicar”.

O amor pelo Garantido também levou a maquiadora Babi Rodrigues a permanecer mais de 24 horas na fila que leva à entrada da arquibancada vermelha. Junto de amigos, ela já aguardava maquiada e com adereços para a apresentação da noite.

“Nós, o Povo!” é a aposta do Boi da Baixa do São José para conquistar o 32º título do Festival. O Garantido abre o Festival nesta sexta-feira (28), fecha o segundo dia e abre novamente a terceira e última noite.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.