Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
SECRETÁRIO

Marcos Apolo celebra certificado do Iphan e exalta Caprichoso e Garantido

Para o titular da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o certificado concedido pelo Iphan valoriza ainda mais a cultura parintinense



ab594516-4bfe-491b-bcd4-c1858366cbe0_2273C509-B7A2-4AA3-9547-3F3FEB7D79CF.jpg Secretário de Cultura do Estado, Marco Apolo Muniz (Foto: Divulgação/SEC)
29/06/2019 às 19:48

A espiritualidade, o misticismo, a preservação dos povos indígenas e do meio ambiente deram o tom da primeira noite do Festival Folclórico de Parintins, e para o secretário de Cultura do Estado, Marco Apolo Muniz, o Caprichoso e o Garantido ganharam força e mostraram sua dimensão. “Os bois apresentaram um belíssimo espetáculo, foi realmente contagiante. Vamos esperar as outras noites, porque certamente teremos muita emoção”, opinou, ao fim das apresentações. 

Muniz destacou a conscientização trazida mais uma vez à arena. “Eles fazem isso muito bem e fica perceptível nas alegorias que foram apresentadas, em toda a performance dos bois, em que eles mostram, acima de tudo, o seu compromisso com o meio ambiente, com a sustentabilidade e fortalecem o movimento e os bois. Espero que nos próximos anos essa festa continue crescendo e o que o governo continue dando o apoio necessário para que a cultura do nosso Estado continue crescendo”.

O boi azulado e o boi encarnado receberam, antes da apresentação, o certificado de Patrimônio Cultural do Povo Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A cerimônia ocorreu no Bumbódromo, e foi acompanhada pelas torcidas. O governador Wilson Lima fez a entrega da placa com o título, que deve ficar nos currais dos bois.

Para o titular da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o certificado concedido pelo Iphan valoriza ainda mais a cultura parintinense. “É um título especial, reconhece todo o trabalho feito por esses artistas voltados para o folclore há tantas décadas. É um reconhecimento à comunidade que se empenha tanto, não só Garantido e Caprichoso, mas todos os bois do Médio Amazonas, que também foram agraciados com esse prêmio do Instituto. É um título merecido”, afirma.

Esta é a 54ª edição do Festival. O Caprichoso traz o tema “Um Canto de Esperança para Mátria Brasilis” para concorrer ao tricampeonato, enquanto o Garantido aposta no tema “Nós, o Povo!” para conquistar o 32º título.

O Touro Negro vai abrir esta segunda noite de Festival, e o boi da Baixa do São José vai encerrar. No domingo (30), terceira e última noite de apresentações, o Garantido será o primeiro a se apresentar, e o Caprichoso fecha a noite.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.