Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
FOCO

'Me tenho como o meu maior adversário', diz levantador Sebastião Júnior

No décimo ano como levantador de toadas do Garantido - sendo nove como titular oficial do posto -, ele fala do momento que vive e da união do Garantido pelo título



SABA_37FC0A58-31CD-4743-B8E9-FD056D515386.jpg
28/06/2019 às 12:51

O ano era 2010, e um então item substituto, pouco conhecido do grande público, precisava assumir um dos principais postos do Boi Bumbá Garantido. Era Sebastião Júnior, talento do Festival das Tribos de Juruti. Ele foi anunciado como levantador de toadas do Boi da Baixa dois dias antes do início do Festival daquele ano, por conta de problemas de saúde do então titular da função, Róbson Júnior.

Aquele já seria o primeiro ano sem David Assayag, que havia trocado o vermelho pelo azul de maneira surpreendente. E como uma oportunidade que surge e você não pode deixar passar, Sebastião Júnior abraçou a função e conquistou a nação vermelha e branca. Este ano,indo para o seu décimo ano sendo a voz das toadas, ele diz que aquele início de surpresa foi ideal para que ele construísse sua história. 



“Pelo fato de eu ter entrado em cima da hora, naquele primeiro momento ali, minha primeira preocupação era conquistar a galera, a multidão. Parintins são três noites, mas Garantido é o ano todo”, afirmou ele. Naquele ano, o Garantido acabou derrotado, mas o desempenho de Sebastião Júnior agradou a diretoria e fez com que ele fosse oficializado, no ano seguinte, como o Levantador de Toadas. 

“Em 2011 nós vencemos e ali começou de fato a minha história, por isso eu conto como comemoração de dez anos o ano que vem. Eu fui amadurecendo, pegando os macetes do Boi Garantido, das toadas, entendendo o que a galera do Garantido gosta”, destacou Sebastião, que acha que já conseguiu colocar sua marca no boi. “Eu sempre fui assim, gosto de interagir, tocar e cantar e acho que hoje já tenho uma marca consolidada, com dez anos de arena, e dez anos como levantador ano que vem, e graças a Deus esse caminho tem dado certo”. 

No cômputo geral dos últimos nove anos, Sebastião viu o Garantido vencer quatro vezes, enquanto o Caprichoso teve cinco vitórias. A expectativa para 2019 é empatar esta contagem, e as derrotas dos dois últimos anos, segundo o levantador, não colocam uma pressão extra sobre os ombros encarnados. “Fizemos a maior Alvorada de todos os tempos, o maior público dos lançamentos, o nosso povo está mais forte do que nunca. Não tem pressão. Todos estão tranquilos e confiantes no projeto. A nossa resposta será na vitória”. A derrota parece ter ensinado. “O Garantido parece que  se fortaleceu mais, se uniu mais. Pessoas competentes, focadas na arena, estão mais próximas de nós. Isso dá mais segurança”. 

Uma coisa parece ter ajudado bastante nessa tranquilidade dos itens. A remuneração. Profissionais que são, os itens receberam os pagamentos pelos trabalhos antes do festival. Segundo Sebastião Júnior, esta foi a primeira vez nestes dez anos que isso aconteceu. “Essa costuma ser a fraqueza dos dois bois, porque eles são uma empresa. Se você trabalha numa empresa e não recebe seu salário, você vai perder o foco do  trabalho e preocupado com outras coisas. As pessoas têm que diferenciar o que é o teu trabalho da tua paixão. E em dez anos, é a primeira vez que o pagamento integral saiu antes. Então a gente trabalha tranquilo. Eu ‘tô’ tranquilaço. Vou estudar meu repertório de arena sem preocupação nenhuma”, destacou ele, afirmando que o presidente Fábio Cardoso fez essa promessa há quatro meses e honrou com a palavra.

Questionado se já pensava em construir uma trajetória para comemorar, no futuro, vinte anos de Garantido, Sebastião abriu um sorriso, pausou a resposta, e disse apenas que seu objetivo maior era o de fazer o melhor.  “Quero fazer todo ano melhor do que sempre fiz. Me tenho como meu maior adversário. Foco sempre em mim”, assegurou, elogiando, no entanto, o adversário no item. “Eu vencendo o David não  tira o mérito dele. Ele não vai ser inferior a mim. Ele é um excelente cantor, canta muito, representa a Amazônia e é a voz do Festival. Mas eu vou para a Arena para pegar as pontuações máximas”.

News whatsapp image 2019 06 22 at 17.28.20 a187bead 9f3c 42a6 86d0 61eb3f792e97
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.