Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
BALANÇO

Primeira noite do Festival de Parintins reuniu público de mais de 12 mil pessoas

Número foi divulgado pelo Governo do Amazonas. Bumbódromo teve 150 seguranças contratados para o evento, além de efetivo da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros



PIN_Garantido_FOTO_Secom__1__EDD2B206-C1A8-4289-B112-64730A6D384B.jpg Foto: Divulgação
29/06/2019 às 19:11

Mais de 12 mil pessoas assistiram, na noite dessa sexta-feira (28), às apresentações de Caprichoso e Garantido na abertura do 54º Festival Folclórico de Parintins. A informação foi divulgada pelo Governo do Amazonas.

O início da noite foi marcado pela entrega do certificado de Patrimônio Cultural do Brasil aos presidentes dos dois bumbás, no Centro Cultural de Parintins (Bumbódromo). A solenidade, que teve a presença do governador do Estado, Wilson Lima, simbolizou o reconhecimento, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do complexo cultural do Boi-Bumbá do Médio Amazonas e Parintins como patrimônio cultural do país.

Realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o Festival Folclórico de Parintins segue até domingo (30). As apresentações iniciam às 20h, e cada boi tem até 2h30 para evoluir na arena. A apuração será na segunda-feira (1º), às 15h30.

O secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, destacou a tranquilidade com que o evento transcorreu. “Tivemos uma noite linda, um espetáculo grandioso dos dois bumbás prestigiado por um público que lotou o Bumbódromo e, ainda assim, sem incidentes relevantes", observou, acrescentando que havia, no Bumbódromo, 150 seguranças contratados para o evento, além de efetivo da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Apolo ressaltou que a organização do festival é resultado de um planejamento iniciado ainda no início do ano e de um trabalho integrado entre diversas secretarias.

Com o tema “Nós, o Povo”, o Garantido foi o primeiro a se apresentar e levou para a arena quatro alegorias, 450 batuqueiros e 3 mil brincantes para falar das lutas e da união.

Já o Caprichoso presentou o público com “Um Canto de Esperança para Mátria Brasilis”, exaltando figuras femininas. Seis alegorias, 600 marujeiros e 2.500 brincantes abrilhantaram a última apresentação da noite.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.