Publicidade
Parintins
COMEÇOU!

Primeira noite do Festival de Parintins traz surpresas e representatividade negra

Confira um resumo das apresentações de Caprichoso e Garantido na primeira noite do Festival Folclórico de Parintins 30/06/2018 às 12:15 - Atualizado em 30/06/2018 às 15:50
Show resumo
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
acritica.com Parintins (AM)

Na noite de abertura do 53º Festival Folclórico de Parintins, coube ao Caprichoso a missão de de abrir a festa, apresentando a primeira parte do espetáculo ‘Sabedoria Popular – Uma Revolução Ancestral’.  Já o Garantido deu início à temática do Auto da Resistência Cultural.

Em uma noite marcada por uma organização em arena quase que impecável, o Caprichoso contou com a participação da diva do Carimbó, Dona Onete, e também surpreendeu o público com a participação de um pajé voador durante o Auto do Boi. O profissional que representou o curandeiro da floresta é um canadense que já teve inclusive passagens pelo Cirque du Soleil, maior companhia de espetáculos circenses do mundo.

Confira aqui um resumo da primeira noite do Caprichoso.

Clique aqui e veja a avaliação do Conselho de Artes do Caprichoso sobre a noite.

Garantido foca na ‘Identidade e Resistência’

Segundo a se apresentar na primeira noite do Festival, o Garantido apresentou grandes momentos na Arena do Bumbódromo, como a encenação de ‘Cabanagem’ e apresentação da toada Letra e Música ‘Consciência Negra’, que contou com uma empolgante coreografia assinada pelo carioca Patrick Carvalho. Neste ato, era prevista a apresentação da alegoria ‘Tributo a Consciência Negra’, que não foi para a Arena por conta de um problema nas roldanas.  

Confira aqui um resumo da primeira noite do Garantido.

Clique aqui e veja a avaliação da diretoria do Garantido sobre a noite.

Publicidade
Publicidade