Publicidade
Parintins
FESTIVAL

Caprichoso ou Garantido: quem leva o troféu de campeão nos 30 anos do Bumbódromo?

Apuração oficial do Festival de Parintins acontece a partir das 12h30 desta segunda-feira (2) no próprio local de apresentação dos bumbás 01/07/2018 às 23:27 - Atualizado em 02/07/2018 às 09:22
Show bumbodromo
A leitura das notas terá transmissão da TV A Crítica, a emissora oficial do Festival da Ilha Tupinambarana e que exibiu os três dias da festa parintinense / Foto: Euzivaldo Queiroz
Paulo André Nunes Parintins (AM)

Após três dias de magia, encanto e festa proporcionados pelos bois Garantido e Caprichoso é a hora de saber quem vai levar o título do 53º Festival Folclórico de Parintins e o troféu de campeão dos 30 anos do Bumbódromo. Aguarde momentos que vão alternar da tensão à alegria na apuração oficial que acontece a partir das 12h30 desta segunda-feira (2). A leitura das notas terá transmissão da TV A Crítica, a emissora oficial do Festival da Ilha Tupinambarana e que exibiu os três dias da festa parintinense. 

Inicialmente, a apuração aconteceria a partir das 11h, mas foi modificada por conta da partida entre Brasil e México pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O jogo começa às 10h pelo horário de Manaus e, caso não haja prorrogação, termina por volta do meio-dia, o que acabaria conflitando com o horário da apuração. Por isso, ela ficou para 12h30. Antes, a comissão organizadora chegou a definir o horário das 14h, mas confirmou, na noite deste domingo (1º), o horário de 12h30, logo após a partida da seleção brasileira. 

São dez os jurados responsáveis por analisar as apresentações dos dois bois-bumbás: Rodrigo Eisinger (SP), Heron do Espírito Santo Sena Santana (SP), Teresa Cristina de Oliveira Criscuolo (SE), Wellington Bartholomeu Sampaio (PE), Maria do Rosário da Silva (PE), Mendes Junior (PE), Alexandre Nepomuceno Targino (PB), Mirna Maria Félix de Lima Lessa (CE), Marta Silveira Nogueira (MG), Nathalie Barros da Mota Silveira (PB) e Nívea Alves dos Santos (BA). O juiz Saulo Góes Pinto, da 2ª Vara da Comarca de Parintins, é presidente da Comissão Julgadora deste Festival. 

A Prefeitura de Parintins, através da Comissão Organizadora do53º Festival Folclórico, tornou público a lista julgadora no último dia 27. O processo de seleção foi feito por meio da Escola de Jurados, implantada pelo Município no ano de 2017. Eles foram escolhidos de acordo com a escolaridade e o perfil indicado para os blocos de julgamento A (Comum/Musical), B (Cênico/Coreográfico) e C (Artístico).

Estarão em julgamento os itens apresentador (1), levantador de toadas (2), Batucada ou Marujada (3), Ritual Indígena (4), Porta-Estandarte (5), Amo do Boi (6), Sinhazinha da Fazenda (7), Rainha do Folclore (8), Cunhã-Poranga (9), Boi-Bumbá Evolução (10), Toada Letra e Música (11), Pajé (12), Tribos Indígenas (13), Tuxaua (14), Figura Típica Regional (15), Alegorias (16), Lenda Amazônica (17), Vaqueirada (18), Galera (19), Coreografia (20) e Organização do Conjunto Folclórico (21).

Campeões

O Festival de Quadrilhas, Danças e Bois Mirins, que foi realizado nos dias 22, 23 e 24 de junho e abriu oficialmente o 53º Festival Folclórico, já definiu seus campeões. Na categoria de quadrilhas e danças, os grupos Fogueira na Roça, Explosão na Roça, Festança na Roça e Os Cowboys sagraram-se campeões nas chaves A, B, C e D, respectivamente. Na disputa de bois mirins, o Boi Estrelinha foi o campeão de 2018 com 397,7 pontos. Um total de 19 agremiações participaram do evento folclórico, divididas em 16 grupos de quadrilhas e danças, e três de bois mirins.

Publicidade
Publicidade