Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Apoio sem fronteiras

Brasileiros trocam camisa brasileira para torcer por outras seleções

Torcedores que, por amor ao esporte, admiração a jogadores, ou por questões familiares abraçam mais de uma seleção para torcer



76ac48ae-0c2a-445c-96f7-0b5b8cc35209.jpg
05/08/2016 às 00:46

Antes do jogo entre Argentina e Portugal, nesta quinta-feira (4) era fácil ver camisas da Argentina no Estádio Olímpico Engenhão. Difícil era encontrar alguém que fosse argentino de fato, já que para muitos brasileiros a rivalidade entre Brasil e Argentina não existe. O amor pelo futebol, jogadores e estilo dos vizinhos é mais forte.

Foi o caso de Felipe e Admilses Machado, pai e filho foram com as cores da Argentina.

“Tem a rivalidade, mas se você parar e pensar, a gente gosta muito de futebol, a Argentina teve o Maradona, hoje tem o Messi e a nossa felicidade foi ver o Messi fazendo um golaço ao vivo na Copa. Hoje a gente queria que o Messi estivesse aqui, mas ele não está. O Brasil não tá jogando aqui, então vamos torcer para os hermanos”, disse Felipe.

Eles contaram que sempre que saem para os jogos com a camisa dos hermanos são confundidos com argentinos e até aguentam a família cornetando sobre a preferência pelos rivais. “Desde a saída da estação do Engenhão até aqui as pessoas vinham conversar em espanhol com a gente e a gente não fala espanhol. Entregaram até um folheto em espanhol para a gente. A família infernizou eles não entendem o porquê da gente gostar da Argentina. São todos 'antis'”, se diverte.

Vascaínos torcem para a argentina (Foto: Camila Leonel) 

Hugo Andrade também se rendeu ao futebol argentino. “Sempre torci. A paixão pela Argentina veio desde pequeno e tudo que envolve a Argentina eu torço, inclusive na Copa do Mundo”. Perguntado para quem iria torcer em uma possível final entre os dois países , ele não tem dúvidas. “Argentina, claro, sem dúvidas”, afirmou.

Quando finalmente encontramos um argentino, ele se diz surpreso com a quantidade de brasileiros que de torcedores se transformaram em “hinchas”. “Isso me surpreendeu porque nós , na Argentina, não usaríamos camisa do Brasil. Me surpreendeu muito as pessoas não só com a camisa da Argentina, mas dos clubes como Boca, River”, disse Alejandro Niller, que veio de Buenos Aires ver a seleção nas Olimpíadas. Mesmo surpreso ele diz que a torcida dos brasileiros é bem vinda. “Sim, é muito bem vinda”, disse.

Já outros acham que isso é uma consequência do amor pelo esporte e até da rivalidade dos fãs de Lionel Messi, jogador argentino, e Cristiano Ronaldo, português. “Por amor a Messi e contra Cristiano. Por isso”, opinou Juan Chung, argentino de Rosário Central.

Apesar do “reforço” da torcida de alguns brasileiros, a torcida que queria uma vitória dos portugueses era maior. Tanto que as tentativas dos argentinos de cantarem no estádio, era logo abafado pela numerosa e animada torcida luso-brasileira. Para muitos a torcida vai para os portugueses por causa das raízes de muitos. “Meus pais são portugueses, torço para Portugal por causa da família”, disse Rafael Eduardo.

Se alguns não torcem por causa da família torcem por causa do time do coração. No caso dos vascaínos, eles levam a união Brasil-Portugal a sério e fazem questão de torcer para o país de onde vieram os fundadores do clube. “Isso é muito importante para a gente. Quando a gente viu o jogo da Eurocopa, o gol do Eder a gente ficou muito feliz”, disse Max William que foi com a camisa do Vasco da Gama para o estádio para mostrar o apoio aos lusitanos.

E o apoio dos brasileiros na arquibancada do Engenhão foi tão grande, que o técnico de Portugal, Rui Jorge, se disse surpreso com tamanha recepção dos brasileiros. “Não esperava tanta gente no estádio. De fato foi muto bom para nós puxou o ânimo dos jogadores e nos acolheu muito bem (a torcida brasileira). A acústica do estádio também é muito boa e o time sentiu sim. Ajudou os jogadores. É muito melhor jogar pra um estádio com muita gente. Temos aqui jogadores de qualidade e que serão estrelas do futebol do amanhã e temos que agradecer, de fato, pela forma que os brasileiros nos apoiaram”, comentou após o jogo.

O próximo encontro da torcida brasileira com os portugueses acontece no Engenhão quando Portugal enfrentará Honduras, às 14h, na segunda rodada do grupo D.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.