Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Seleções femininas

EUA e Colômbia terminam primeiro tempo em empate de 1 a 1

A cada bola que chegava na área da goleira americana Hope Solo, a torcida vaiava 'Zika, Zika, Zika', ao se referir à exposição que a jogadora fez nas redes sociais relatando o medo de ir jogar no Brasil com medo do vírus



ghfjhgj.jpg Foto: Márcio Silva
09/08/2016 às 19:11

A equipe feminina dos Estados Unidos encara a Colômbia na última rodada do grupo G das Olimpíadas Rio 2016 na Arena da Amazônia, em Manaus e apesar de ter sido superior a maior parte do primeiro tempo, sofreu para buscar o empate, no final do jogo.

Quem abriu o placar foram as colombianas, que marcaram seu primeiro gol no torneio olímpico logo nas “toda-poderosas” americanas. O gol saiu aos 25 minuto de jogo, quando a camisa 11, Catalina Usme, cobrou uma falta próximo a grande área da goleira e Hope Solo deixou passar um “frangaço” entre as pernas, levando a torcida à loucura.

A partir daí, as comandadas do técnico Fabian Taborda ganharam mais espaço e ainda levou alguns perigos para a goleira Hope Solo. A torcia fazia a sua parte e a cada bola que chegava na área da goleira americana, eles vaiava e gritava “Zika, Zika, Zika”, ao se referir à exposição que a jogadora fez nas redes sociais relatando o medo de ir jogar no Brasil com medo do vírus.

O empate americano veio aos 40 minutos, quando a capitã Carli Lloyd chutou na entrada da grande área. A goleira Sandra Sepulveda defendeu, espalmando a bola na trave e no rebote Crystal Dunn jogou para a rede. 1 a 1. Outras oportunidades de gols surgiram antes da árbitra Teodora Albon apitar, nas o primeiro tempo terminou tudo igual.

Mais informações em instantes.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.