Publicidade
Rio 2016
Torre de Babel

Jogos Rio 2016 reúnem povos de diferentes culturas unidos pelo espírito olímpico

Igualdade é a palavra que une as pessoas em torno do maior evento esportivo do planeta. 19/08/2016 às 18:26
Show parque ol mpico
O Parque Olímpico é o grande protagonista dos encontros ente torcedores. Todas as bandeiras podem ser vistas entre torcedores. (Foto: Valter Cardoso)
Valter Cardoso Rio de Janeiro

​42 esportes, 306 provas, 37 arenas e 205 países. Estes são os números oficiais dos Jogos Olímpicos Rio 2016. São marcas impressionantes, de fato, mas frieza dos números não é o suficiente para simbolizar o maior evento esportivo do mundo. Nas Olimpíadas, nem mesmo os sentimentos dão a dimensão correta do que significa fazer parte dessa festa, que supera qualquer fronteira.

Talvez o campo místico ajude a entender o ambiente criado a cada disputa, cada gol, cada ippon e cada linha de chegada. É a magia dos Jogos Olímpicos que faz as pessoas de incontáveis países se tornarem iguais, semelhantes.

“O espírito olímpico é este espírito de união da galera. De juntar todos os povos, de sempre estar fazendo essa junção de paz, principalmente. Esta é a primeira lição que os Jogos trazem”, descreveu Rafaela Carla, advogada, que se preparava para assistir a um jogo do vôlei de praia.

O ápice de todo o sentimento é o Parque Olímpico. Coração dos Jogos Rio 2016, é o principal centro de competições e encontros do evento. O complexo tem 1,18 milhão de metros quadrados e que conta com nove instalações, palco das disputas de 16 modalidades Olímpicas. Mas as atrações não estão somente dentro das instalações esportivas. Do lado de fora, o show é da diversidade.

Brasileiros, americanos, colombianos, japoneses, alemães e uma infinidade de pessoas de diferentes nações caminham juntas, posam para fotos, lancham e sorriem juntas. 

Por aqui, parece que as diferenças finalmente passam a ser encaradas com naturalidade. É improvável imaginar em que outro cenário europeus, africanos e latinos esperariam lado a lado o sanduíche ficar pronto.Neste ambiente, a única cultura que predomina é a do bem.

Vila Olímpica

Cenário semelhante acontece dentro da Vila Olímpica. A casa dos mais de 10 mil atletas conta com uma área de convivência onde todos eles se encontram diariamente. O local, que tem de lanchonete a cabeleireiro, reúne conversas de vários idiomas diferentes, uma mesa ao lado da outra.

Em um cenário pensado para trazer a ‘brasilidade’ ao ambiente, os atletas sentam em cadeiras de praia, próximo a um cenário com quadra de vôlei de areia. Guerras, crises e sanções políticas parece ser o último assunto a ser tocado no local.

O espaço conta com o Muro da Trégua Olímpica, um local simbólico, que tem como objetivo fazer dos Jogos Olímpicos um exemplo de união entre os povos. 

Palavras de agradecimento, apoio e união são escritas pelos atletas. Independentemente do nível de estrelato e quantidade de holofotes, as boas mensagens parecem escrever uma história de paz entre as nações, mesmo que por um mês, como os Jogos Olímpicos tantas vezes fizeram na história.

Publicidade
Publicidade