Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Em grande estilo

Larissa e Talita estreiam com vitória sobre dupla russa no Vôlei de Praia

Por 2 sets a 0, a dupla brasileira não teve dificuldades para vencer as russas. Com o apoio da vibrante torcida brasileira, a dupla impôs seu ritmo durante o jogo, sem dar chances para as adversárias



larissa_e_talita.jpg É a terceira participação das brasileiras em Olimpíadas, mas a primeira vez que elas formam uma dupla (Foto: Reprodução)
07/08/2016 às 12:36

A dupla Larissa e Talita confirmaram o favoritismo e estrearam com vitória fácil sobre a dupla russa Ukolova e Birlova por 2 sets a 0, com parciais de 21 a 16 e 21 a 14, na Arena do Vôlei de Praia, em Copacabana. Com o apoio da vibrante torcida brasileira, a dupla impôs seu ritmo durante o jogo, sem dar chances para as adversárias.

Mesmo sendo a estreia, a mão de Larissa estava calibrada, a jogadora fez cinco aces só no primeiro set. No segundo set, a estratégia das russas era sacar em cima de Larissa, mas a brasileira estava preparada para as bolas que vinham em sua direção. Por outro lado, ela fez vários pontos de bloqueio ao longo da partida, que durou 36 minutos.

Para Larissa, não existe jogo fácil. A vantagem da dupla foi impor seu jogo. "Foi um dia especial. A gente pôs em prática tudo o que a gente analisou e fez com que o jogo fosse um pouco mais fácil porque não tem essa de jogo fácil. Isso não existe. Existe impor ritmo de jogo", declarou após a partida. Na próxima terça (9), Larissa e Talita enfrentarão a dupla norte-americana Lauren Fendrick e Brooke Sweat.

"São sete finais. Nós estamos encarando esse torneio como sete finais. São jogos difíceis e cada jogo tem sua história, cada jogo tem o seu momento. Hoje foi um dia feliz e nós vamos trabalhar para isso, para jogar bem todos os jogos, mas agora é pensar nos Estados Unidos, que é o próximo jogo, preparar... mas conscientes, super tranquilas e espero que a gente faça outro bom jogo", completou Larissa.

Festa da torcida

A torcida brasileira fez uma grande  festa na praia de Copacabana. Cada ponto marcado era motivo de comemoração, por outro lado, a torcida colocava pressão nos saques das russas. Mas se a festa foi a mesma que tem se visto nos Jogos Olímpicos, outro problema também se repetiu: a demora para entrar nas Arenas. Do lado de fora da Arena do Vôlei, uma longa fila estava formada quando o jogo já havia começado. Durante o jogo era grande a quantidade de pessoas que ainda adentravam o espaço.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.