Publicidade
Rio 2016
O quinto não deu

Meninas do polo aquático do Brasil perdem de novo pra Austrália

Com a amazonense Lucianne Barroncas na piscina, brasileiras acumulam mais uma derrota no torneio Olímpico e agora brigam pelo sétimo lugar na Olimpíada 17/08/2016 às 16:19
Show img 6300
Lu Barroncas agora ajudar o Brasil a conquistar o sétimo lugar na Rio 2016 (Foto: Denir Simplício)
Denir Simplício Rio de Janeiro (RJ)

Em mais uma manhã pouco inspirada das meninas do póoo aquático do Brasil, nossas representantes na modalidade foram derrotadas nesta quarta-feira (17), pela Austrália na partida que valia a briga pelo quinto lugar nos Jogos Rio 2016. O placar de 11 a 4 a favor das australianas decretou a quinta derrotada das brasileiras no torneio Olímpico. Com o resultado negativo, o que resta agora é tentar conquistar um honroso sétimo lugar na competição, em partida marcada para a próxima sexta-feira (19), no Estádio Aquático Olímpico da Barra.

Com a amazonense Lucianne Barroncas na piscina, as meninas do Brasil até iniciaram bem o duelo com as australianas. O empate em 2 a 2 no início do segundo quarto deu a impressão de que a equipe treinada pelo técnico canadense Pat Oaten estava pronta para surpreender o time da Oceania. No entanto, ao final do mesmo período, o marcador já apontava vantagem de 3 gols (5 a 2) para a Austrália.

Ao final do jogo, assim como aconteceu na última partida da fase classificatória do Torneio Olímpico de Polo Aquático Feminino da Rio 2016, quando as meninas do Brasil perderam para a Austrália pelo placar 10 a 3, as brasileiras não tiveram força para superar a melhor técnica e tática do time australiano e deixaram a piscina do estádio Aquático da Barra com mais um revés, desta vez por 11 a 4.

No que será a última apresentação de Lu Barroncas e Cia na Rio 2016, o Brasil encara a China - que perdeu para a Espanha (11 a 6) no outro confronto de ontem pelo quinto lugar - no duelo que vale o sétimo posto nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. A partida acontece na sexta-feira, às 9h (hora Manaus), no estádio aquático do Complexo Olímpico da Barra da Tijuca.

Publicidade
Publicidade