Publicidade
Veículos
INVESTIMENTO

Toyota lança Yaris e entra na briga do mercado acima de R$ 60 mil; confira

Modelo intermediário entre o Etios e o Corolla ganha versão “made in Brasil” com preços a partir de R$ 60 mil e chega às concessionárias a partir de agosto 14/06/2018 às 06:00
Show toyota
Fotos: Divulgação
Cinthia Guimarães* São Paulo (SP)

O segmento automotivo de compactos-premium (modelos sofisticados intermediários) ganha mais um concorrente com a chegada no mercado brasileiro do Toyota Yaris, lançado em um grande evento para a imprensa brasileira, na noite de quinta-feira (07), na Bienal de São Paulo, no Parque do Ibirapuera, na capital paulista.

O Yaris é um modelo global da marca japonesa vendido em mais de 100 países e ganha versão nacional a partir deste mês, quando começa a ser fabricado em Sorocaba (SP), nas carrocerias hatchback e sedan, com motores com potência 1.3L e 1.5L.

Na categoria hatch, o Yaris vem concorrer com o Argo (Fiat), Polo (Volkswagen), Onix (GM) e HB20 (Hyundai), nas versão mais equipadas. Já o sedan está na mesma equivalência de modelos como Virtus (lançamento recente da Volkswagen), Chronos (Fiat), City (Honda) e Prisma (GM).

O Yaris é um carro que impressiona à primeira por unir um design harmonioso, excelente espaço interno e recursos de um modelo premium. O veículo está posicionado numa faixa intermediária entre o Etios e o Corolla, dois modelos bem reconhecidos pelos consumidores brasileiros. A versão de entrada (hatch) custa a partir de R$ 60 mil e a top de linha (sedan) chega a R$ 80 mil. Com isso, Toyota quer abocanhar a fatia de consumidores da classe B, aqueles que almejam conforto e qualidade, mas não podem pagar tanto por um carro mais luxuoso.

“Há menos de 10 anos só tínhamos o Corolla feito no Brasil. O Etios começou a ser produzido em 2012 para que entrássemos numa fatia que não participávamos, o ‘segmento C’. Então trouxemos um carro ‘segmento B’ para um espaço não preenchido. O Yaris pega um público que quer um carro compacto, mas que não abre mão de um carro sofisticado, com eletrônica embarcada, conforto, segurança e bom acabamento”, explicou o diretor de Comunicação Toyota do Brasil, Ricardo Bastos.

Vendas e test-drive

Os pedidos de vendas do novo Yaris já começaram a ser feitos desde o dia 7 de junho, tanto para a versão hatch, como para a sedã, enquanto a produção iniciará em 15 de junho e 02 de julho, respectivamente.

A Toyota projeta vender 5,8 mil unidades ao mês – 55% hatch e 45% do sedan. O Yaris chega às concessionárias do País no segundo semestre e estarão disponíveis para test drive. O pós-venda é um dos trunfos da Toyota, que dá garantia de três anos ao Yaris quando vendidos e instalados em uma concessionária Toyota com cobertura total da rede.

Versões

O novo Yaris chega ao Brasil em cinco versões. Tanto para o modelo hatch quanto sedan, são elas: XL manual e XL CVT, XL Plus Tech CVT (todas com motorização 1.3 litro), XS e XLS, estas com câmbio CVT e motor 1.5 litro.

O novo Yaris está equipado com dois tipos de transmissões: a manual de seis velocidades e a Multidrive de tecnologia CVT.

A transmissão manual é uma herança do Etios, que conta com o IMT – Monitor Inteligente de Aceleração –, que funciona como um auxiliar de arranque, minimizando que o motor “apague” assim que o motorista tira o pé da embreagem para colocar o carro em movimento.

Já a transmissão Multidrive CVT, usada no Corolla, tem um software de gerenciamento que simula sete marchas, mesmo quando o motorista conduz o veículo com o câmbio na posição Drive.

Design

As cores disponíveis para o novo Yaris são: Branco Polar (sólido), Branco Perolizado, Cinza Cosmopolita, Prata Lua Nova, Prata Premium, Preto Infinito, Vermelho Super (sólido) e a exclusiva, Azul Titã.

Mercado

Para atender às expectativas de vendas, em breve, a fábrica de Sorocaba vai começar a produzir em terceiro turno. O objetivo da montadora é aumentar a produção para exportar o Yaris para mercado latino-americano, a partir de novembro. Os destinos ainda não foram revelados.

A Toyota possui quatro fábricas no Brasil, no estado de São Paulo (São Bernardo do Campo, Indaiatuba, Sorocaba e Porto Feliz), onde são produzidos os modelos Yaris, Corolla e Etios. Os modelos Hilux e a SW4 são produzidos na Argentina. Também há uma pequena produção na Venezuela. Os modelos Rav4, Camry e Prius são importados do Japão.

Impressões pessoais

O test drive foi realizado pelas ruas de São Paulo até o Kartódromo Granja Viana, em Cotia, Grande São Paulo. No caminho, por ruas sinuosas, ladeiras, curvas, asfalto irregular e rodovia, pudemos sentir a potência do carro em termos de potência, aceleração, segurança, dirigibilidade e estabilidade. Testamos a versão sedan XLS 1.5L 16V CVT, na cor Azul Titã. O carro, em todas as versões, vem com direção elétrica super leve, o que torna a experiência de dirigir prazerosa! Falta um pouco mais de peso em alta velocidade, mas para fazer manobras leves na cidade é super tranquilo. A suspenção é um dos principais destaques, muito bem ajustada. Em trechos ruins de asfalto, o carro absorve muito bem os impactos. O câmbio automático CVT de trocas variáveis permite fazer trocas pelo volante ou pela alavanca de câmbio e simula até sete marchas. O isolamento acústico de dentro do carro foi um acerto em cheio que a Toyota trouxe esse recurso da sua linha premium. Isso permite ao motorista tranquilidade ao dirigir sem o incômodo do barulho do ar-condicionado e do motor, que justamente vem com forração para tal finalidade.

O design interno é bonito, confortável e espaçoso. O painel moderno é equipado com kit multimídia, controle de várias funções no volante e console para guardar objetos entre os bancos, além de bancos de couro. A versão top de linha (XLS) oferece um plus de segurança, com 7 airbags. O Yaris é um carro bem cômodo para quem gosta de dirigir como eu, é uma espécie de terapia. 

Diretor de Comunicação Toyota do Brasil, Ricardo Bastos.

“Trouxemos um carro com grau superior de sofisticação, mais completo. Não colocamos lista de opcionais, incorporamos nas versões de entrada equipamentos importantes, como controle de estabilidade, subida em rampa, assessor de descida. São itens de séries em todos os veículos. Recalibramos os motores 1.3 (101 CV) e 1.5 (110 CV). Ganharam mais potência e eficiência energética. A transmissão CVT que simula 7 velocidades é super moderna. Já o câmbio manual é de 6 velocidades. Fizemos mudanças na carroceria e suspensão calibrada (base Corolla). Acústica silenciosa e forração do motor, itens de alto padrão. Procuramos oferecer um carro superior do que a concorrência já tem, com o diferencial da Toyota, que oferece qualidade, durabilidade e baixo custo de manutenção.

Ficha técnica

Motor: Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, comando simples, injeção multiponto, flex
Cilindrada: 1.496 cm³
Potência: 110 cv a 5.600 rpm
Torque: 14,9 kgfm a 4.000 rpm
Transmissão: Automático do tipo CVT, tração dianteira
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
Freios: Discos ventilados na dianteira e a tambor na traseira, ABS
Pneus: 185/60 R15
Dimensões: Comprimento 4,14 metros; Largura 1,73 m; Altura 1,49 m; Entre-eixos 2,55 m
Capacidades: Tanque 45 l
Peso: 1.150 kg
Porta-malas: 310 litros

*A repórter viajou a convite da organização da Toyota do Brasil. 

Publicidade
Publicidade