Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020
Prêmio 'Jabuti'

Obra de Gisela de Castro ilustrada por amazonense concorre a prêmio literário ‘Jabuti’

‘Um voo sobre as capitais brasileiras’ conta com ilustrações da artista Hadna Abreu



pescado_9D24D22A-D30F-43AE-A68D-AB8BEA5F1E74.jpg Gisela pesquisou por seis anos até chegar ao resultado do livro. Foto: Divulgação
25/10/2020 às 09:49

Retrato sobre o País de forma lúdica – com livros que se dividem nas cinco regiões, formando o mapa do Brasil quando unidos – “Um voo sobre as capitais brasileiras” é um dos 200 finalistas da 62ª edição do Prêmio Jabuti, concorrendo com mais nove obras na categoria Literatura Juvenil. O projeto da escritora Gisela de Castro conta com ilustrações da artista amazonense Hadna Abreu.

Responsável pela missão de representar a Região Norte, com a personagem Yvina, Hadna afirma ter ficado bastante animada com a indicação da obra ao prêmio, especialmente diante do número de inscritos. Ao todo, o Prêmio Jabuti recebeu 2.599 inscrições na edição deste ano.



No próximo dia 05, será divulgada a lista com cinco finalistas de cada uma das 20 categorias. Já o resultado final será conhecido no dia 26 de novembro. A ilustradora – que ilustrou, em 2017, a obra ganhadora do Prêmio Jabuti, na categoria Gastronomia, “Ana Amopö: Cogumelos Yanomami” – está na torcida para que “Um voo sobre as capitais brasileiras” seja premiado. Segundo Hadna, um dos principais diferenciais do projeto é sua diversidade.

“Ele tem um ilustrador de cada região e isso faz muita diferença, porque nos faz conhecer um Brasil mais vivido, mais exuberante e variado, cheio de vozes, sinuosidades, cores e culturas”, ressalta. Além de Hadna, o livro envolveu o trabalho de mais quatro ilustradores, cada qual representando uma região do País: da gaúcha Carla Pilla, do brasiliense Felipe Cavalcante, do pernambucano Jefferson Batista e da paulista Julia Contreiras.

Outro detalhe que a deixa ainda mais emocionada com a indicação é o fato do enredo da capital amazonense ser uma singela homenagem a sua história. “Tanto eu como meu avô somos personagens do livro. Por isso fico ainda mais feliz”, pontua. A história da personagem Yvina, protagonista da capital amazonense, traz uma referência à primeira exposição individual de Hadna, “Linhas do Tempo”, inspirada em seus avós.

Colhendo Frutos

Segundo projeto literário da carreira de Gisela de Castro – que recebeu recentemente menção honrosa com o texto de dramaturgia infantil “Preta de Ébano” no Concurso Prêmios Literários Cidade de Manaus – “Um voo sobre as capitais brasileiras” envolveu uma pesquisa de seis anos e muito trabalho em equipe. Ao que tudo indica, o esforço valeu a pena, rendendo a indicação ao prêmio mais tradicional da literatura brasileira.

“Foi uma emoção muito grande e uma surpresa ver o trabalho na categoria Juvenil. Estou muito feliz. Realmente busquei fazer um trabalho que representasse as múltiplas faces desse nosso País. Por isso eu fiz questão de convidar pelo menos um ilustrador de cada macrorregião. Foi um trabalho de equipe maravilhoso”, assevera. Além da gama de ilustradores, o livro contou com a coordenação editorial de Lucas Bandeira de Melo, o projeto gráfico de Sérgio Campante e a edição de Carlito Azevedo.

Conforme Gisela, a indicação ao prêmio Jabuti veio em um momento de grandes notícias para a obra, que passou a ser comercializada internacionalmente. “Tem uma empresa que se chama ‘Livros for Kids’ que está distribuindo o livro em vários países do mundo e vai começar semana que vem uma campanha forte de divulgação. Tem muita gente fora do País que quer ter essa obra pra matar a saudade, estar em contato com nossa cultura. Então acho que o livro vai fazer bastante sucesso no exterior também”, salienta.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.