GP do Brasil

Bottas vence corrida sprint e Hamilton dá show em Interlagos

O heptacampeão largou em último lugar, mas após ótima corrida terminou em quinto. Já o companheiro de equipe, Valtteri Bottas ultrapassou Max Verstappen logo na largada e foi soberano durante as 24 voltas

Portal A Crítica
13/11/2021 às 21:34.
Atualizado em 22/03/2022 às 14:41

((Foto: Divulgação))

Valtteri Bottas venceu a Sprint no Brasil e garantiu a pole position para o Grande Prêmio de São Paulo, à frente de Max Verstappen e Carlos Sainz, enquanto Lewis Hamilton se recuperava do último lugar para o quinto em uma corrida espetacular.

Bottas, correndo com pneus macios na segunda posição, começou com um grande lançamento fora da linha para arrancar a liderança de Verstappen, que passou para fora da pista na volta inicial, mas resgatou a vice-liderança passando de novo por Sainz logo depois. Quando os pneus macios começaram a cair, Verstappen se aproximou do Bottas, mas acabou 1,1s atrás do finlandês para o P2 na bandeira. Sainz, por sua vez, segurou Sergio Perez pelo ponto final por um segundo.

Houve muito drama bem antes do Sprint de São Paulo com Verstappen € 50.000 do bolso por tocar e examinar a asa de Hamilton no Parc Ferme - enquanto o atual campeão foi desqualificado da qualificação , rebaixando-o do P1 para o final do grid. Posteriormente, a Mercedes tuitou que não apelaria da decisão, acrescentando: “Queremos vencer esses Campeonatos Mundiais na pista de corrida”.

Lewis Hamilton fez uma ótima corrida e fez 15 ultrapassagens em 24 voltas (Foto: Divulgação F1)

E assim as atenções se desviaram da sala dos comissários para a pista na tarde de sábado: 24 voltas de Interlagos, com três pontos do campeonato mundial em jogo para o vencedor. Verstappen lideraria o campo, Valtteri Bottas partindo de segundo, Sergio Perez terceiro com pneus médios e Hamilton 20 e último com médios para o Sprint final de 2021.

As luzes se apagaram e foi Bottas que levou vantagem com seus pneus macios usados, Sainz atacando de quinto para segundo com seus macios usados ​​para empurrar Verstappen para longe na primeira volta. terceiro à frente de Perez. Mais atrás, Hamilton havia passado do último para o 16º lugar no final da volta 1 - alcançando P14 quando a segunda volta começou.

Os pneus macios aguentariam nas próximas 22 voltas? Bottas, com uma vantagem de dois segundos na época, rezou para que fosse o caso; Verstappen esperava o contrário, passando Sainz para P2 no final da volta 3, quando Hamilton passou por Tsunoda de forma semelhante com a ajuda do DRS para 13º, tirando o 12º lugar de Antonio Giovinazzi logo depois. O heptacampeão estava claramente em uma missão, e aquele novo motor da Mercedes certamente estava à altura da tarefa.

A ressalva é que uma penalidade de cinco lugares o aguarda para o Grande Prêmio no domingo e Hamilton largará na décima colocação.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por