IMPASSE

Alunos de autoescola denunciam demora em aulas de direção e temem perder valor investido

Em entrevista ao A CRÍTICA, grupo afirma que mesmo pagando todo o valor do curso de direção, a empresa está impondo uma espera de seis meses, não havendo qualquer retorno ou posicionamento. Administração do local rebate

Michael Douglas
online@acritica.com
01/07/2022 às 16:05.
Atualizado em 01/07/2022 às 16:11

(Foto: Google Street View/Reprodução)

Um grupo de alunos-clientes de uma autoescola localizada no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus, denuncia que estão há pelo menos seis meses esperando terem as aulas práticas agendadas pela empresa. Indignados com longa espera, os integrantes do grupo afirmaram que pagaram a “Auto Escola Gênesis" por todo o pacote para obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas até o momento não conseguiram terminar o processo.

De acordo com uma das denunciantes, que preferiu não ser identificada, ela já gastou em torno de R$ 1,2 mil em contrato com a auto escola, mas está há seis meses tentando marcar com a empresa as aulas de direção. Segundo ela, a cada nova tentativa, uma desculpa diferente é dada, e nada é resolvido, e nem mesmo o valor investido por ela no local é ressarcido. 

“Fiz a aula de legislação em dezembro e a prova em janeiro. De lá até agora sem começar as aulas práticas de carro e só enrolação por parte da auto escola, falta de respeito com os alunos, pois toda semana estamos lá querendo uma posição e eles cada vez mais enrolando. Até mesmo para fazer a devolução é complicado, pois querem devolver somente menos da metade do que pagamos e só depois de”, relata a denunciante.  

Com outro aluno do local, identificado como Warllen Pereira, a situação é parecida com a do primeiro caso, não havendo qualquer retorno quanto às aulas práticas. Segundo ele, nem mesmo quando tentou conversar com o diretor da autoescola obteve algum retorno.

“Estou na espera para fazer aula de direção. Entro em contato com a auto escola, mas eles não dão nenhuma posição. Quando eles respondem falam que estão com falta de carro, aí falaram que iria chegar carro dia 15 de junho, aí já vai pra julho e eles não dão nenhuma resposta”, afirma Warllen Pereira.

Ao tentar contato com a autoescola, alunos são informados que ainda não podem agendar as aulas

Prejuízo além do financeiro

O principal temor dos alunos é que eles percam o prazo de um ano para a realização dos processos de habilitação abertos a partir do dia 1º de janeiro de 2022, prazo estabelecido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Vale lembrar que o Contran estabelece que candidato que não terminar todas as etapas para obtenção da CNH dentro do prazo de 12 meses terá que refazer o processo. 

Diante deste cenário, estes alunos/clientes decidiram criar um grupo para ver se conseguiam enfim ter algum retorno acerca de suas demandas. De acordo com alguns, após ameaçarem divulgar tal situação, ou até mesmo processarem a empresa, eles conseguiram falar com a administração da autoescola, tendo até mesmo as aulas práticas marcadas – mas nunca realizadas.  

Para Leonardo Vieira, outro aluno da dita autoescola, a demora na realização das aulas práticas, resultando na demora para tirar a CNH, já tem causado transtornos até mesmo financeiros. Para ele, a administração da empresa tem agido de má fé. 

“Eles estão demorando muito, e eu estou até perdendo emprego por causa disso. Estou desempregado e preciso dessa carteira, estou na maior agonia mano. E eles [Detran] não vão querer prorrogar depois que o prazo [para tirar a CNH] vencer. Como que eu vou tirar minha carteira se nem aulas [de direção] eu estou tendo? [...] Vão roubar meu dinheiro ‘na tora’”, acusa Leonardo. 

Alguns alunos têm divulgado nas redes sociais a insatisfação com a empresa()

O que diz a autoescola

A reportagem de A CRÍTICA procurou a administração da Auto Escola Gênesis, que se posicionou sobre o caso. De acordo com a direção da empresa, a alta demanda de alunos fez com que atrasos na realização de aulas acabassem ocorrendo, mas nada longe do normal. Ainda segundo a administração, o local perdeu ao longo dos últimos dois anos três de seus principais instrutores – dois mortos por Covid-19 e por infarto.   

Ainda segundo representantes da instituição, o local teve perdas significativas durante o período da Pandemia da Covid-19, e o aumento no preço dos veículos impediu a empresa de conseguir comprar novos carros e motos para atividades práticas. No entanto, esta parte prática estaria sendo terceirizada, para assim diminuir o número de alunos em espera.  

A administração do local também afirma que nunca se negou a negociar a devolução de valores em caso de alunos que pediram fim do contrato com a auto escola, mas afirma que os contratos devem ser analisados caso a caso. A direção do local também afirma que alunos que se sentem prejudicados pela demora podem ir até a auto escola e negociar pessoalmente. 

O que diz o Procon

De acordo com o diretor-presidente do Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM), Jalil Fraxe, a situação dos alunos e da Autoescola Gênesis ainda não se configura uma ilegalidade, tendo em vista que o prazo para a realização dos processos de habilitação é de um ano – e maioria dos denunciantes alegam espera de até seis meses. No entanto, ainda segundo Jalil, mesmo não havendo uma confirmada quebra de contrato de prestação de serviços, os clientes têm todo o direito de se sentirem lesados pelo longo tempo de espera. 

“O consumidor pode fazer uma reclamação, e aí o Procon-AM irá fazer as devidas notificações para que a autoescola responda o motivo dessa demora, eles terão que se justificar. Havendo o vencimento do prazo [para a realização dos processos para tirar a carteira de habilitação], quebra de contrato, aí poderemos falar em uma intervenção do Procon, porque estaremos protegendo os direitos do consumidor. No mínimo, há um problema aqui no serviço que está sendo oferecido”, afirma o diretor-presidente.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por