Medo!

Assaltos e redução de frota: estudantes denunciam falta de segurança na Ufam

Desde o início das aulas presenciais, foram registrados pelo menos dez assaltos em ônibus que seguem para a Ufam

Lucas Vasconcelos
online@acritica.com
03/07/2022 às 08:43.
Atualizado em 03/07/2022 às 08:43

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

Estudantes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) manifestaram, por meio de nota, repúdio aos diversos assaltos que vem ocorrendo nos últimos dois meses. 

De acordo com os estudantes, desde que as aulas presenciais retornaram, em junho, aconteceram aproximadamente dez assaltos em frente aos arredores da universidade - uma média de aproximadamente 2 assaltos por semana.

A nota é assinada por representantes discentes dos cursos de Agronomia, Zootecnia, Administração, Ciências Biológicas, Psicologia, Pedagogia, Engenharia Florestal, de Alimentos e de Pesca.

"Utilizamos esta nota para manifestar nossa indignação sobre os constantes episódios de assaltos, sejam nas dependências da universidade, nas paradas de ônibus do entorno como também nos ônibus que atendem ao campus universitário, como o triste incidente ocorrido no dia 20.06.22 envolvendo a linha 616 e no dia 27.06.22, linha 457. E dentro da própria Universidade, colocando em risco os estudantes e servidores da mesma", declara a nota.

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

 Além disso, os estudantes destacam a falta de iluminação presente em alguns blocos da universidade.

"Infelizmente, episódios assim vêm acontecendo com os estudantes e servidores ao se deslocarem ou estarem no campus universitário Ressaltamos também a falta de iluminação em determinadas, destacando os arredores do Bloco Paulo Buhein, onde as aulas ocorrem até às 22 horas", destaca.

Problemas na mobilidade urbana

Outro problema tem dificultado o acesso à universidade pelos estudantes durante o retorno letivo. Segundo o texto, os ônibus 125, 616 e 007 (integração) tiveram seu itinerário reduzido - causando superlotação do transporte coletivo.

"Além disso, houve alterações durante este momento de pandemia, devido a paralisação das atividades presenciais, e que com o retorno das atividades, tais mudanças não retornaram em sua totalidade, citamos: 1) ônibus integração do campus não está atendendo a rota integral até a bola do coroado; 2) as linhas 125 e 616 deixaram de atender o centro com retorno na praça da saudade; 3) a diminuição da frota e porte dos ônibus que alimentam o campus não atende a demanda aumentando o tempo de espera", pontua a nota.

Propostas de solução

Em virtude disso, os estudantes elencam possíveis propostas que podem solucionar ou reduzir o número de incidentes que vem acontecendo na comunidade acadêmica.

"Solicitamos que os órgãos responsáveis pela segurança pública façam algo que possa reverter essa situação, porque nós estamos desesperados e assustados. Diante disso, solicitamos o aumento das frotas das linhas 125, 616 e integração, e que as mesmas voltem a atender o centro e a bola do coroado, respectivamente", detalha.

Diálogo do poder público com a universidade

Os estudantes, representados pelos seus devidos centro acadêmicos ressaltam na importância dos órgãos de segurança pública e mobilidade resolverem estas ocorrências juntamente com a Ufam.

"Sabemos que estas situações não cabem somente a administração superior da UFAM, porém, por meio desta carta solicitamos uma melhor articulação da Administração Superior junto aos órgãos de segurança pública e ao IMMU, bem como nós colocamos a disposição para que juntos possamos encontrar medidas e ações concretas sejam levantadas, planejadas e executadas de modo a garantir segurança aos estudantes e servidores em deslocamento, como também dentro do campus, garantindo assim um ambiente seguro para que as atividades dos estudantes sejam executadas sem preocupações ou receios", finaliza a nota.

O que dizem a Ufam e a SSP-AM?

A reportagem da A CRÍTICA solicitou nota da Ufam e da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), para saber quais ações que vem sendo realizadas para tentar reduzir os assaltos na universidade. 

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

 Em resposta, a Ufam informou que os assaltos registrados foram fora do campus e que já solicitou reforço do policiamento ostensivo na área externa do Campus Universitário com o objetivo de intensificar a segurança pública da região, já que houve o aumento no fluxo de pessoas com o retorno das aulas presenciais. 

Também informou que foi criada a Comissão Interna de Segurança, visando encontrar soluções para as demandas desta área.

Já a SSP-AM respondeu que determinou a intensificação das ações de policiamento na capital e no interior a fim de coibir assaltos e outros crimes.

"Em Manaus, a SSP-AM realiza, semanalmente, a operação Cidade Mais Segura, além do patrulhamento diário das forças de segurança, além dos patrulhamentos ostensivos realizados pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) em todas as áreas da capital diuturnamente", descreveu.

"Ressaltamos ainda as ações das forças de segurança para inibir assaltos a ônibus do transporte coletivo. Além das operações Catraca, da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), e Catraca Mais Segura, da SSP-AM, que são realizadas diariamente na capital, as ações de combate a este tipo de delito também contam com o Ponto de Relacionamento Comunitário e Visibilidade (PRCV). A ação também é coordenada pela SSP-AM, por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop). Agentes das forças de segurança ficam em pontos estratégicos da capital para garantir a segurança da população, inclusive em terminais de ônibus", acrescentou.

A secretaria informou ainda que o disque-denúncia da SSP-AM, o 181, está à disposição da população 24 horas por dia. A identidade do denunciante é sempre preservada e ajuda a polícia a solucionar diversos tipos de crimes.

Também foram solicitadas notas do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) pedindo esclarecimentos a respeito da mobilidade urbana que dá acesso à Ufam. 

A partir do momento que a reportagem for respondida, a matéria será atualizada.

Sinetram e Immu

Em nota, o Sinetram informou que está trabalhando em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), na criação de um projeto-piloto visando reduzir a criminalidade dentro do transporte coletivo.

“Para coibir crimes desta natureza, os usuários já contam com ações efetivas do sistema de segurança como a operação Catraca, da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e a Catraca Mais Segura, da SSP-AM, que são realizadas diariamente na capital, além do Ponto de Relacionamento Comunitário e Visibilidade (PRCV)”, destacou.

O sinetram acrescentou ainda que o número de registros de roubos a ônibus em Manaus teve queda de 10% de janeiro a abril deste ano, em comparação ao mesmo período de 2021, conforme os dados do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp), da SSP-AM.

Nos quatro primeiros meses de 2022, segundo o sindicato, foram registrados 513 roubos a ônibus na capital. Já no ano passado, de janeiro a abril, o número de registros de crimes desta natureza chegou a 573.

E, por fim, o IMMU afirmou que recebeu a nota emitida pelos estudantes da Ufam e repassou ao setor de transporte do IMMU para que realizem uma análise do retorno das linhas e o itinerário das mesmas para que possam atender a demanda dos usuários do campus da universidade federal, como também, o reforço no número de ônibus, para que não haja deficiência do serviço de transportes coletivo na Ufam.

“O IMMU salienta que as linhas 125 e 616 já tiveram o reforço na frota, bem como na Integração e que fiscais de transportes do IMMU, realizam fiscalizações nas linhas para verificarem a necessidade de aumento da frota que atende o Campus”, informou.

O órgão ressaltou que além das linhas 125, 616 e integração, a Ufam ainda dispõe da linha 352 que faz o mesmo itinerário das demais linhas, como também das linhas que trafegam na avenida rodrigo otávio, onde se localiza a instituição, tais como: 001, 002, 213, 215, 457, 460, 542, 650. totalizando 14 linhas com total de frota de 80 ônibus para atender os usuários.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por