DISSÍDIO

Sindicato dos Rodoviários de Manaus reivindica na Justiça reajuste de 10% no salário

O aumento é considerado essencial para recomposição salarial dos trabalhadores e para a manutenção do poder de compra

Daniel Amorim
13/07/2020 às 14:07.
Atualizado em 10/03/2022 às 06:31

(Foto: Arquivo/AC)

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Coletivo Urbano Rodoviário de Manaus e Região Metropolitana (STTRM) entrou na Justiça para reivindicar 10% de reajuste no salário da categoria.

O aumento é considerado essencial para recomposição salarial dos trabalhadores e para a manutenção do poder de compra. De janeiro de 2019 e abril deste ano, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou inflação acumulada de 4,53%. Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou o mesmo período em 4,805%.

A primeira audiência de conciliação e instrução tele presencial entre o representante dos rodoviários e o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Amazonas (Sinetram) ocorreu na sexta-feira (10), no Tribunal Regional do Trabalho da 11 Região – Amazonas e Roraima, Praça 14, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o presidente do STTRM, Josenildo Mossoró, as negociações do dissídio anual da categoria estão embargadas devido à Medida Provisória que determinada redução de jornada e divisão do pagamento dos salários entre o governo e as empresas. As negociações também foram suspensas por causa da pandemia.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por