Eleições 2022

Na coligação de Wilson, presidente do Republicanos afirma que seguirá independente

O Republicanos é um dos 9 partidos que integram a coligação de apoio à reeleição do governador Wilson Lima (UB). Independência levanta a hipótese do presidente da sigla no AM, Silas Câmara, subir no palanque de Eduardo Braga, que concorre ao governo do Amazonas

Jefferson Ramos
online@acritica.com
05/08/2022 às 16:13.
Atualizado em 05/08/2022 às 16:17

(Foto: Divulgação)

O presidente estadual do Republicanos, deputado federal Silas Câmara, mesmo integrando a coligação que trabalhará pela reeleição do governador Wilson Lima (UB), terá uma postura independente na caminhada das eleições deste ano. 

A informação foi dada ao A CRÍTICA na manhã desta sexta-feira (5), durante a convenção do partido no bairro Chapada. 

Conforme Silas, o acordo condicionou a transferência do tempo de TV do Republicanos ao governador mediante a promessa de que os candidatos do partido estejam livres para apoiar qualquer candidato.

“A nossa chapa de deputado federal tem nove candidatos dos quais sete são da base do governador. Eu e o Adail [Filho] atuaremos de forma independente”, afirmou Silas.

Concorrerão ainda pelo partido oposicionistas de Wilson Lima que buscam a reeleição na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), como os deputados Mayara Pinheiro e Dermilson Chagas.

O Republicanos é um dos 9 partidos que integram a coligação de apoio à reeleição do governador Wilson Lima (UB). O anúncio do apoio desses partidos ao União Brasil que encabeça a aliança foi formalizada ontem na convenção partidária do UB que confirmou a candidatura à reeleição do governador. 

O status de independência levanta a hipótese de o deputado subir no palanque de Eduardo Braga que concorre ao governo do Amazonas com o apoio do PT e do ex-presidente Lula. Câmara não compareceu à convenção do UB, no seu lugar, mandou o vice-presidente do Republicanos no Amazonas, o pastor da Igreja Universal, vereador João Carlos. 

Antes das convenções, Braga e Silas visitaram municípios do interior juntos. Ao lado de Silas, no dia 26 de junho, Braga  mobilizou centenas de apoiadores em caminhada seguida de carreata no município de Manaquiri, governado pelo aliado, o prefeito Jair Souto (MDB).

 Mesmo se declarando bolsonarista, não seria constrangedor para Silas subir num palanque esquerdista outra vez. Nas eleições municipais de 2012, Silas e a igreja Assembleia de Deus presidida por seu irmão o pastor Jonatas Câmara apoiaram a candidatura da então senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) à Prefeitura de Manaus. 

Além da chapa completa de deputados federais, o Republicanos também vem ‘redondo’ para a disputa das vagas na Aleam, apresentando 25 nomes. A sigla não terá candidato ao Senado.

Questionado pela reportagem se mantém apoio ao presidente Jair Bolsonaro mesmo após a edição de um novo decreto que zerou a alíquota do IPI do polo de refrigerantes, o deputado reconheceu que a medida prejudica o Estado, mas que ainda há tempo para reverter.

“Vou apoiar o presidente Bolsonaro por uma questão muito simples: essa questão de IPI está judicializada.  Ainda temos tempo para reverter isso, até por conta da liminar que está posta. Eleição só são 60 dias. A gente não pode fechar todas as portas porque estamos num empate pela Zona Franca”, explicou Silas.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por