EDITORIAL

Situação preocupante

Anuário de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgados na terça-feira, mostra que das 30 cidades mais violentas do País 13 estão na Amazônia

acritica.com
online@acritica.com
30/06/2022 às 08:44.
Atualizado em 30/06/2022 às 08:44

A participação do Amazonas na produção da violência permanece elevada de acordo com os dados reunidos pelo Anuário de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgados na terça-feira. O documento demonstra que das 30 cidades mais violentas do País 13 estão na Amazônia.

As mortes violentas têm no Amazonas o maior crescimento. A violência contra a população LGBTQIa+, como os estupros, o povo negro, a morte de crianças e adolescentes, o feminicídio traçam um quadro grave da vida brasileira na comparação dos números de 2020 a 2021. Para produzir o anuário, o FBSP se baseia em dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Segurança Pública.

As informações referentes ao Amazonas se carregam a dureza da realidade apresentada diariamente em fragmentos pela mídia podem ajudar os governos do Estado e dos municípios amazonenses a responderem com ações capazes de enfrentar a violência estadual. Isso se houver vontade política em mudar a situação e se os dados divulgados pelo anuário de forma recorrente forem considerados.

A política pública de segurança, afetada por uma série de problemas tanto no que se refere aos recursos humanos quanto tecnológicos, está longe de responder ao desafio que a violência representa no Amazonas. Alguns aspectos preocupantes são a banalização do tema e o baixo nível de comprometimento da estrutura governamental na busca de soluções. 

A ocupação do território amazonense por facções criminosas, o vínculo que esse tipo de grupo estabelece com outros setores da sociedade e a margem de poder cada vez maior que passam a ter estabelecem os limites de atuação do Estado. A projeção hoje é que o Amazonas deverá conviver por muito mais tempo com a expansão da violência em todos os segmentos constituindo-se em outra maneira de atuação que irá se enraizando e aumentando o número de vítimas.

Até que ponto a radiografia revelada pelo anuário será utilizada pelo governo do Amazonas em trabalho conjunto com os governos municipais? Qual é o grau de importância desse lugar de inserção do Amazonas? As eleições deste ano afastam a possibilidade de serem implementadas ações planejadas, estratégicas e de longa duração ainda este ano e deixa a todos a mercê do cotidiano de ataques, violações e mortes, principalmente os segmentos sociais mais vulneráveis que têm um histórico de desproteção muito longo.  

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por