Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
Editorial

A falta de energia elétrica


energi_2ACABAB1-8980-43EB-AB6B-79985F79E62A.jpg
28/09/2020 às 08:41

O problema não é novidade e, por diversas vezes, ocupou e ocupa espaços da mídia quer como matéria, quer como posicionamento opinativo. A interrupção no fornecimento de energia elétrica em Manaus permanece ativa e mais frequente nos meses de agosto e setembro, como uma espécie de rodízio da falta de luz nos bairros.

Os prejuízos vão se multiplicando em todas as áreas, além das perdas de alimentos, de equipamentos, da falta a compromissos de trabalho e de estudos (feitos agora em grande parte virtualmente) e do estresse provocado por essa situação levando a mais adoecimentos para as famílias.

É necessário que as autoridades dos três poderes no Estado se pronunciem para que a população do Amazonas possa perceber uma conduta de defesa de seus interesses e de um item fundamental na vida de todos, a regularidade no serviço de fornecimento de energia elétrica. Saber o que ocorre, porque ocorre e quais providências estão sendo tomadas realmente é um percurso que deve ser feito em curto prazo. As explicações dadas em determinados momentos pela empresa responsável por esse serviço não dão conta de esclarecer e aliviar a agonia das famílias.

Uma série de decisões está sendo anunciada por setores do governo federal para o setor elétrico do País e, particularmente do Norte, com avanço da privatização das companhias sem o cumprimento de etapas importantes como o é a consulta pública. A recorrência da falta de luz em Manaus está sendo transformada em prática natural do desrespeito ao consumidor. Os valores pagos para ter a luza em casa e nas demais organizações são elevados e não tem reparo nessa conta, nem ressarcimento. Cabe à Justiça analisar tal aspecto a fim de ampliar o alcance de decisões que no passado recente suspenderam pagamentos de tarifas de energia elétrica exatamente pelo fato de que os consumidores não tiveram o serviço prestado.

O nível de acesso e garantia do fornecimento de energia elétrica é precário em todo o Amazonas. Em Manaus, mesmo com um Polo Industrial importante, as condições desse item não avançaram e não foram qualificadas, ao contrário, vive-se a estagnação do setor, foram o visual que é péssimo, como amontados de fios sobrepostos atravessando a cidade e a maioria dos postes inadequados.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.