Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020
Editorial

A importância do SUS


show_ARQUIVO_AC_2D14710D-870B-44C7-9685-EBD4AFFCBD2E.jpg
08/09/2020 às 09:03

A Região Norte do Brasil apresenta o mais alto porcentual de utilização dos serviços públicos de saúde. Os números, divulgados no dia 4, fazem parte da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e apresentam um amplo panorama dos perfis de utilização desses serviços pela população brasileira tendo por base o ano de 2019.

De acordo com a PNS-IBGE, do total de 69,8% dos brasileiros que buscaram serviços públicos de saúde, 55,3% eram do Norte, 54,1% do Nordeste enquanto a média nacional de uso da Unidade Básica de Saúde (UBS) é de 46,8%. Em todos os aspectos, o que o estudo revela e reafirma é a importância estratégica do Sistema Único de Saúde (SUS) para a maior fatia da população do País e, principalmente, aos nortistas e nordestinos que aparecem com menor nível de participação nos planos de saúde.

Na fase aguda da pandemia da Covid-19, o SUS se tornou o grande abrigo dos pacientes. Como espaço aberto para milhares de pacientes, sustentou inédita atuação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, radiologistas e todos os profissionais da saúde que tiveram de se reinventar para dar conta de atender e tratar pessoas acometidas por um vírus desconhecido e com rápido contágio. Manaus foi um desses cenários. Muitos desses profissionais morreram após serem infectados.

Nos meses, a defesa do SUS ganhou mais vozes em confronto com propostas que tendem a enfraquecer a rede pública de saúde. Quando se observa com atenção os números da pesquisa do IBGE o quadro que se tem é da necessidade de reforçar esse sistema como instrumento público de inclusão, de garantia do direito à saúde e de melhoria no acesso. Espaço onde a engrenagem da corrupção faz estragos profundos, o SUS é o guarda-chuva de proteção da população brasileira. Precisa ser percebido dessa maneira e assim defendido a fim de que os pactos corruptos sejam desfeitos e superados. O sistema pede aprimoramento do modelo pelo qual é desenvolvido, a reaproximação com a população, o fortalecimento dos laços e, pedagogicamente, seja reapresentado aos usuários para que se torne cada vez mais percebido e valorizado.

Os empreendimentos privados em Saúde crescem, mas é acessando o SUS que a maior parte dos brasileiros encontra respostas às situações de sofrimento. Esse dado não pode ser ignorado, ao contrário, gestores e a sociedade têm a responsabilidade de ressalta-lo.  
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.