Publicidade
Sim & Não

Operação do Ministério Público usou técnicas da Lava Jato

28/11/2017 às 21:45 - Atualizado em 29/11/2017 às 10:03
Show 8751

A operação deflagrada pelo Ministério Público do Estado (MPE/AM) no município de Tapauá derrubou dez dos 11 parlamentares da Câmara de Vereadores. Quatro foram presos e seis estão afastados do mandato. Só um membro da Casa segue livre no exercício da função. Com técnicas da Lava Jato e o uso, pela primeira vez, de uma ação controlada que filmou o pagamento de propina, a Operação Tapauara inicia um novo tempo nas investigações do MP e perturba o sono de “gente graúda”, que já teme dormir em alguma cela VIP.

13º da propina 

 O cinismo da quadrilha pega pela Operação Tapauara espantou os investigadores do caso. A tão esperada verba da repatriação, tratada como salvação por gestores do Brasil inteiro, em virtude do ano de crise, foi comemorada pelo bando de Tapauá como “propina extra”. 

Taxa de ‘sucesso’

  Conforme registram interceptações telefônicas, vereadores da Câmara Municipal de Tapauá recebiam R$ 3 mil a título de “mensalinho”, mas poderiam faturar mais dependendo do “sucesso” no auxílio a fraudes em licitações.

Estratégia

 O procurador-geral de Justiça Fábio Monteiro afirma que o resultado da operação, que contou com o apoio da CGU e da Polícia Civil, é fruto de investimentos em softwares, equipamentos e no reforço na equipe do Gaeco. Membros do grupo receberam treinamento com procuradores da Lava Jato.

Silêncio 

 Questionado sobre a prisão do  presidente nacional do PR, Antônio Carlos Rodrigues, o deputado federal Alfredo Nascimento, que comanda o partido no Estado, preferiu ficar calado.

Selo Friboi  

Antônio Carlos Rodrigues se entregou ontem à Polícia Federal após passar uma semana foragido. Junto com Anthony Garotinho, ele é alvo da Operação Caixa D’Água, apuração sobre propina da JBS, no valor de  R$ 3 milhões, para a última campanha do ex-governador do Rio de janeiro.

Linha de frente 

 Os advogados Diego Padilha e a Catharina Estrella  foram escolhidos pela família do advogado Wilson Justos, assassinado no último sábado,  para atuar na acusação do delegado Gustavo Sotero. São os mesmos que conseguiram a absolvição do ex-procurador Vicente Cruz.

In memoriam

 A morte de Wilson Justos foi registrada ontem durante a XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, que está sendo realizada em SP. Ele foi reverenciado pelos colegas com uma salva de palmas.

Marco

 Juntos, em evento  no Centro de Convenções Vasco Vasques, marcado para as 9h30 do dia 4 de dezembro, o governador Amazonino Mendes (PDT) e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, oficializam o retorno do Amazonas à “Zona Livre de Febre Aftosa”.

Concorridíssima

Ficou para o dia 15 de dezembro, às 10h, a posse da conselheira Yara Lins dos Santos como presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM). Ela é a  primeira mulher a comandar a Corte de Contas. A solenidade vai ocorrer no Teatro Amazonas. 

Deferência 

O Senado Federal realiza hoje, às 10h, sessão solene em homenagem aos 100 anos da Assembleia de Deus no Amazonas. O tributo foi proposto pelo senador Omar Aziz (PSD) e o deputado federal Silas Câmara (PRB).