Publicidade
Sim & Não

Adrenalina toma conta da reta final de campanha

22/07/2017 às 15:53 - Atualizado em 22/07/2017 às 15:56
Show simnao

A 14 dias do primeiro turno da eleição suplementar para o governo, a corrida pelo comando do Executivo Estadual entra, a partir de agora, em uma fase frenética e de contornos imprevisíveis. Em curva ascendente, a campanha de Rebecca Garcia (PP) ficou na alça de mira do senador Eduardo Braga (PMDB). Amazonino Mendes (PDT), por sua vez, se prepara para novos ataques. O petista José Ricardo aguarda a vinda de Lula até o final deste mês, para turbinar sua campanha. 

Angústia   Não bastasse o clima de adrenalina que passou a tomar conta dos principais candidatos ao governo, a sombra de uma eleição indireta ainda incomoda quem participa do pleito. 

Fé      O advogado do Podemos, Eduardo Bonates, que defende a eleição indireta no STF, acredita em uma reviravolta em Brasília. A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) do Podemos tem como relator o ministro Ricardo Lewandowski, que já suspendeu uma vez a eleição direta. 

In loco  Eduardo Bonates embarca para Brasília na semana que vem para acompanhar o julgamento do recurso, que já tem parecer favorável da AGU e da PGR.

Ufa!   A ex-deputada federal Rebecca Garcia sustentou que hoje se sente aliviada por ter “perdido” apoios durante a pré-campanha. “Nunca me sentirei obrigada a lotear cargos em secretarias”, garantiu. Segundo ela, seus adversários “fizeram de tudo” para “esvaziar” sua candidatura. 

Controle de gastos   Economista por formação, Rebecca disse que um dos seus principais focos será acabar com o “desperdício” na administração estadual. “Quem guarda o que não precisa tem o que precisa”, diz ela, sobre as lições de gestão de recursos que aprendeu com o pai.  
 
Símbolo   O petista José Ricardo escolheu uma kombi branca como símbolo de sua campanha. Chegou ao debate televisivo da última semana de carona no veículo.

Vota nele!   O cabeleireiro e comerciante Jardel Nogueira, candidato ao governo do Estado, diz que até os filhos entraram no clima da campanha e pedem votos para o pai, na escola. Nesse caso, cabo eleitoral é o que não vai faltar para Jardel. Ele tem 12 filhos. 

Strategy’ A Procuradoria Geral do Estado (PGE) procura  brechas jurídicas que permitam o governador David Almeida (PSD) lançar programas habitacionais pela  Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), antes da eleição suplementar.

Receio  A Suhab, segundo fonte da coluna, tem um programa preparado para ser lançado, que só não aconteceu ainda por conta da preocupação com relação à legislação eleitoral, que trata das condutas vedadas durante o período de eleição, o que pode render uma pena de até oito anos de inelegibilidade. 

Recursos    No balanço dos seis meses de atividade parlamentar do ano de 2017, a deputada federal Conceição Sampaio (PP) comemorou a aprovação do projeto de lei 5284/16, de sua autoria, que torna obrigatória a execução orçamentária de recursos destinados ao funcionamento dos Conselhos Tutelares e à remuneração e formação continuada de conselheiros.