Publicidade
Sim & Não

ALE devolve ‘abacaxi’ para o governo

22/03/2017 às 22:34 - Atualizado em 22/03/2017 às 22:35
Show ale2303

De maneira informal, a Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM) devolveu ao governo do Amazonas a responsabilidade de entrar em um “acordo” com a classe empresarial para que o reajuste da alíquota de ICMS seja votado. Conforme divulgou a Casa, “a retirada do projeto da pauta irá oportunizar mais conversas entre as entidades de classe empresariais e o Governo do Amazonas para encontrar um acordo em comum”, informou o poder legislativo, por meio de nota.  

Pressão   Membros da base governista e da oposição admitiram que a pressão dos empresários, que lotaram a galeria e o plenário da Casa, colaborou para o adiamentoda votação do aumento do ICMS. Ao todo, 23 deputados estavam presentes. Só Sinésio Campos (PT) faltou.

Desconforto  “Qualquer aumento de imposto, hoje, é extremamente antipático”, admite um deputado da base governista, ciente de que o Executivo Estadual “não vai voltar atrás”. 

Disputa  Anúncio feito ontem pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM), por meio do Diário Oficial da Corte, abriu a corrida por duas cadeiras do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM): uma para a classe dos advogados e outra para magistrados de carreira. 

Eleição  As vagas no TRE/AM foram abertas com a renúncia do juiz Manuel Amaro de Lima, ainda em meados de 2016, e por causa do término do primeiro biênio do advogado Francisco Marques. Os candidatos têm 15 dias para apresentar inscrição no protocolo do TJ/AM. 

Homem de fé  Defensor da PEC que acaba com o foro privilegiado em caso de crimes comuns , o senador Omar Aziz (PSD) acredita mesmo que os colegas irão votar a favor do projeto. Segundo ele, a proposta terá aceitação “quase unânime”. A iniciativa entrou na pauta do Senado nesta quarta-feira.

Integração  O comandante-geral do Exército, general Eduardo Villas Bôas, esteve ontem no ministério dos Transportes para levar ao titular da pasta, Maurício Quintella, a preocupação da  corporação com a trafegabilidade de pelo menos três estradas: as BRs 319,307 e 163.

Pleito   Villas Bôas esteve acompanhado dos generais Guilherme Theophilo (Logística do Exército)  e  Oswaldo Ferreira (Engenharia e Construção). Quintella ficou de avaliar as ponderações e buscar soluções.

Encrencados   A investigação feita pela Polícia Civil do Amazonas e o MPE/AM, que descobriu desvios de remédios e medicamentos na rede pública do Estado, aponta para a participação de outros servidores e pode chegar a funcionários de alto escalão, dentro de hospitais.

Delação  Por ora, o diretor-adjunto do DRCO, Dênis Pinho, delegado que comandou a ação, informa apenas que pessoas envolvidas na fraude decidiram colaborar com a operação - os cabeças do esquema ainda não. Pinho disse ter se espantado com a frieza como o bando tratava o roubo de medicamentos: “Era natural”.

Veto   O TCE/AM suspendeu o processo seletivo para a contratação de 618 professores temporários em Maués até que a prefeitura diga que medidas tomou para reorganizar o município, inclusive com a realização de concurso.