Publicidade
Sim & Não

Aliados de Melo pregam pacto

09/05/2016 às 23:09 - Atualizado em 09/05/2016 às 23:16
Show ale8558 1024x680

Aliados de José Melo (Pros) e pré-candidatos nas próximas eleições, os deputados Serafim Corrêa (PSB) e Josué Neto (PSD) afirmam que o imbróglio sobre o reajuste da tarifa de ônibus em Manaus, que envolve governo e prefeitura, é prova da urgência de um pacto entre os poderes e instituições diante da crise que afeta serviços essenciais na capital e no interior. Serafim defende que está na hora de governo, prefeito, TJ-AM, ALE-AM, MP-AM e TCE-AM sentarem e discutirem suas despesas.

Já falei  

“É hora de um pacto de governança. Meu primeiro discurso na ALE-AM foi propondo esse pacto. E aquilo que eu falava há um ano e meio, agora está começando a chegar em um ponto de estrangulamento”, diz Serafim.

Por ordem  

Sobre a discussão do aumento da tarifa de ônibus, Josué Neto lista três pontos que devem ser observados: diálogo entre a prefeitura, o governo e o Sinetran; cumprimento das leis; e compreensão da realidade econômica do Estado.

Por exemplo  

Com o governo em situação de falência, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) deu exemplo, aprovando repasse de R$ 15 milhões de seu orçamento para diferentes áreas do estado, como órgãos e programas do governo estadual.

Tá explicado  

Falando em Serafim, ele suspeita que haja pesquisas por aí que o colocam em uma boa posição na disputa pela prefeitura. Só isso pode justificar as insinuações de uma possível aproximação dele com o senador Eduardo Braga (PMDB).

O que acham?

Uma fotografia de Serafim na casa do pai de Braga, Carlos Braga, circulou nos telefones de políticos na última semana.

Melou  

O presidente da CMM, Wilker Barreto (PHS) propôs uma moção de homenagem ao prefeito Artur Neto (PSDB) por ter brecado o reajuste da passagem de ônibus. Mas o afago ao chefe do executivo não foi aprovado, porque o vereador Waldemir José (PT) pediu vista.

Mais, mas...  

Estudo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) sobre a parcela do FPM nas contas das prefeituras é um banho de água fria nos planos dos prefeitos. Eles calculavam um crescimento de 44% da parcela que será paga hoje. Mas não passará de 11%, em relação ao mesmo mês do ano passado.

...nem tanto  

O FPM repassado ao Amazonas hoje será de R$ 86.081.595,49. Em maio de 2015, foram R$ 82.834.766,06. Um acréscimo de R$ 3.246.829,43.

Vem por aí  

O Estadão publicou matéria, nesta segunda-feira (9), comparando os incentivos ao modelo Zona Franca de Manaus a uma espécie de ‘Bolsa Empresário’, que sangra os cofres da União. Segundo o texto, o governo Michel Temer (PMDB), que deve iniciar esta semana, irá rever tais incentivos.

Típico  

Impregnado de machismo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), ao iniciar fala na tribuna do Senado, logo após o discurso da colega Vanessa Grazziotin (PCdoB), disse que a manifestação dele ali não teria “histerismo”. Fora do microfone, Vanessa protestou: “Homem é bravo, mulher é histérica”.

Fuso horário  

Desde que voltou à CMM, o vereador David Reis ainda não se acostumou com os horários do plenário. Ou chega tarde demais, ou falta.