Publicidade
Sim & Não

Aliados do governador eleito esperam veredito sobre eleição

10/09/2017 às 18:50 - Atualizado em 10/09/2017 às 19:01
Show show amazonino

Aliados do governador eleito Amazonino Mendes (PDT) acompanham com preocupação a análise do ministro do STF, Ricardo Lewandowski, sobre a tentativa do Podemos para tentar barrar a posse de Amazonino no dia 2 de outubro. O partido entrou com a Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) nº 47, que questiona a eleição direta. Na última sexta-feira, 8, o ministro deu cinco dias corridos para a AGU e PGR se manifestarem. Os dois órgãos já se manifestaram contra a eleição direta no Amazonas.

Fundeb

Após a partilha das sobras do Fundeb entre os professores da rede estadual de ensino, os professores da rede municipal pressionam pelo mesmo benefício. Amanhã, professores e pedagogos prometem realizar uma grande manifestação em frente a sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed).  

Pressão

De acordo com a coordenação do movimento, somente este ano, o estado do Amazonas chegou a receber o montante de R$ 530,7 milhões. Desse valor, a Semed recebeu mais de R$ 109 milhões que, segundo os profissionais, não se sabe no que exatamente foi aplicado.

Bastidores

O ex-deputado Francisco Praciano revelou os bastidores da campanha de 2014 ao governo. Ele disse que quase desistiu de disputar, principalmente por conta das alianças que tinham se formado, que incluíam o senador Eduardo Braga (PMDB)

Dúvida

O ex-parlamentar disse que Marcelo Ramos deve ter tido a mesma dúvida. “Tive uma vontade danada de ligar para o Marcelo Ramos e dizer: ‘Marcelo, essa não é a tua aliança’. Mas não tive coragem de ligar. A minha última campanha foi um sofrimento.  Eu não devia ter aceito. Eu também não tinha opção, ou eu aceitava, ou botava o pijama”.

Descomplicação

O Plenário do Senado deve votar amanhã (12), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 77/2015), do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que estabelece prestação de contas simplificada para municípios de pequeno porte.

Novas regras 

A medida favorece a adoção de regras mais simples para a celebração de convênios e transferências de créditos da União e estados para os municípios pequenos. Prefeitos do Amazonas esperam aprovação.

Incra

A reforma agrária será retomada no País após mais de um ano de paralisação. O Tribunal de Contas da União  (TCU) revogou a medida cautelar que suspendeu  em abril do ano passado o processo de seleção de candidatos ao Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA) e de assentamento de beneficiários já selecionados.

Construção Civil

Com o custo médio do metro quadrado da construção no Amazonas estimado em R$ 1.026,89 - com queda de 12% segundo o IBGE -, o presidente do Sindicato dos Economistas (Sindecon-AM), Marcus Evangelista, avalia que este é o melhor momento para construir no Estado.

Reaquecimento

Trabalhadores do setor esperam pelo reaquecimento do construção civil em Manaus. No primeiro semestre, mais de 1,5 mil empregos foram perdidos segundo o Ministério do Trabalho. Em julho, um alento: saldo positivo de 356 novos empregos.