Publicidade
Sim & Não

Amazonino e Braga em guerra no TRE

19/07/2017 às 23:09
Show amazonino 123

As lembranças da gestão de Amazonino Mendes (PDT) na Prefeitura de Manaus, de 2009 a 2012, que vieram à tona na propaganda eleitoral gratuita de Eduardo Braga (PMDB), caíram como um míssil na campanha do pedetista e provocaram a corrida dos advogados do ex-governador ao TRE/AM, para barrar a veiculação dos programas. Amazonino conseguiu a suspensão dos programas, mas a equipe de Braga já comemora o êxito da investida e elabora os próximos explosivos. 

Confronto O acirramento das campanhas de Braga e Amazonino Mendes mostra que o confronto no TRE/AM, em busca de medidas judiciais, está apenas no começo. A batalha promete ser dura.

Efervescência Amazonino  faz caminhada hoje na comunidade Raio de Sol, no bairro Nova Cidade, Zona Norte, a partir das 17h, e leva um cabo eleitoral de peso: o prefeito Artur Neto estará presente, junto com uma equipe ensaiada. Promete  barulho.

Fãs  Observador atento das redes sociais percebeu que  parte das curtidas de Eduardo Braga nas redes sociais, durante o período de campanha, vem de perfis de Brasília e de São Paulo.

Périplo O governador David Almeida (PSD) visitou municípios do interior ontem e fez promessas. Em Anori, garantiu obras de infraestrutura para a recuperação de estradas da ordem de  R$ 48 milhões. Em  Coari, anunciou repasse de R$ 53 milhões para a recuperação do sistema viário da terra do gás.

Injeção Hoje, David Almeida estará em Brasília, onde se reúne com a Secretaria Nacional do Tesouro para articular a liberação de R$ 300 milhões que serão destinados a municípios amazonenses, numa segunda etapa de obras, “sempre priorizando a infraestrutura das cidades, a ampliação de escolas e de unidades de saúde”, diz.

Sentença 1 O TCE/AM julgou e aprovou as contas do então titular da Representação  do Amazonas em Brasília, Mário Mello, atualmente conselheiro da Corte. Referentes ao exercício 2015, as  contas de Mello foram aprovadas com recomendações.

Sentença 2  Entre elas, houve uma solicitação para que a Controladoria Geral do Estado produza uma auditoria na Representação e que lá seja implantado o “Sistema AJURI”, desenvolvido pela Prodam ,com o fim de racionalizar recursos. O sistema permite o controle sobre o patrimônio, além de entradas, saídas,  transferências e empréstimos.   

Burla Quem atua diretamente com o serviço de táxi aéreo garante que uma parte das viagens de candidatos ao interior do AM vem sendo feita em “aeronaves piratas” (aquelas que não estão autorizadas a fazer esse tipo de serviço, mas o fazem, sem qualquer fiscalização, ganhando por isso).

Clandestinidade O maior problema dessa informalidade, nos voos para municípios do Amazonas, é a dificuldade no controle dos gastos dos candidatos pela Justiça Eleitoral.

‘Espertinhos’ Empresa de vistoria de veículos autorizada pelo Detran/AM flagrou, ontem,  três motoristas em carros roubados tentando passar desapercebidos pela avaliação. A polícia foi chamada. Eles foram presos.