Publicidade
Sim & Não

Amazonino faz campanha na Zona Leste

10/06/2016 às 21:54 - Atualizado em 11/06/2016 às 10:43
Show amaz

Em ato de apoio à pré-candidatura a vereador de um aliado do PMDB, na Zona Leste de Manaus, na quinta-feira, 9, o ex-governador e ex-prefeito Amazonino Mendes (PDT) fez críticas à atuação da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e à atual gestão municipal. “Prefeito tem que ser macho, cumprir com as coisas”, disparou. Ele sustentou que não é candidato “a nada” esse ano, mas que vai “para o pau contra essa cambada” em 2016. 

Milagre sem santo  

Aos espectadores que o ouviam, na frente de um lanche, Amazonino fez críticas à classe política de um modo geral. No particular, falou de um governador do Estado, sem citar o nome, que administrou R$ 60 bilhões e não se encontra uma obra dele no Amazonas.

Ex-assessor  

O pré-candidato a vereador que levou Amazonino ao bairro Jorge Teixeira é o jornalista Ivan Brito, filiado ao PMDB. Ele foi  secretário municipal de Juventude (Semje) em 2012, no último ano do mandato de Amazonino na prefeitura. 

Mais cedo  

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) mudou o horário das sessões plenárias da Corte. De 14h30, as reuniões do Pleno, a partir de segunda-feira, dia 13, começarão às 13h.

Homem forte  

O presidente da CMM, Wilker Barreto (PHS), sustenta que o sogro, contratado da Casa na gestão dele com um salário de R$ 16 mil, realizou um trabalho hercúleo na Câmara no período em que atuou como diretor de engenharia.

Check-list  

“A Câmara abriu suas portas sem Habite-se. Em um ano, tirou o documento. Imagina o parto que foi a obra da Mini Vila Olímpica, licitar e iniciar as obras do novo auditório...”, comenta Wilker, que está sendo investigado por suspeita de nepotismo pelo Ministério Público Eleitoral (MP-AM).

Ajuda de fora  

Fundador do movimento “Escola Sem Partido”, o advogado Miguel Nagib vem a Manaus, em 
julho, ajudar o deputado estadual Platiny Soares (DEM) a explicar a proposta de lei dele que, para professores, tenta amordaçar a categoria dentro de sala de aula.

Abrindo o debate  

Platiny planeja realizar cinco audiências públicas para explicar o que quer com a proposta. Nagib participará do último debate, marcado para o dia 22, na ALE-AM. “Só é contra o projeto quem quer cooptar os alunos nas escolas”, afirma o deputado do DEM.

Puxando...  

O deputado estadual Orlando Cidade (PTN) aponta como uma das principais razões para apoiar o ingresso da filha Andrea Cidade na política o fato dela ser a única dos nove filhos dele a se interessar pelo assunto. “Os outros nem querem saber de política”, reclama.

...ao pai  

Com o apoio do pai, Andrea Cidade ensaia uma candidatura à Prefeitura de Manacapuru.

Veja bem  

Sobre nota da coluna, a assessoria do pré-candidato a prefeito Eron Bezerra (PCdoB), informou que ele não foi “limado” do governo de Michel Temer (PMDB). Pelo contrário, “foi o único indicado do Amazonas a pedir exoneração do cargo por não aceitar trabalhar com golpista”.