Publicidade
Sim & Não

Amazonino diz: ‘não rezo a cartilha do PDT’

26/07/2017 às 23:01 - Atualizado em 27/07/2017 às 09:51
Show show sdhfksjdsdfksdf

Filiado ao PDT desde 2011, o ex-governador Amazonino Mendes, candidato novamente ao governo do Estado, sustentou, ontem, que “não reza” a cartilha do partido e que se preciso for deixa a legenda quando achar que a postura da sigla prejudica o AM. “Eu não sou do PDT para rezar cartilha. Aliás, não sou do PDT. Sou do Amazonas. É preciso todo mundo saber disso. Mais do que qualquer partido, sou do Amazonas. Se for preciso sair do PDT ou qualquer partido, para o bem do Amazonas, tchau e benção”.

Parceria

As declarações de Amazonino Mendes foram dadas em entrevista ao programa Manhã no Ar, da TV A Crítica, ontem, quando o candidato foi perguntado se a postura do PDT contra as reformas do governo Michel Temer não poderiam prejudicar uma possível gestão dele.

Aviso

“O Artur Virgílio, diferentemente de um pequeno segmento do PSDB que está criando um problema muito grave para o presidente da República, não aceitou (essa postura)”, citou Amazonino, ao dizer que poderá ir além do tucano e abandonar seu partido. 

Fico

Ao contrário de Amazonino, o senador Eduardo Braga (PMDB), que se “rebelou” contra  as reformas do governo Temer, afirmou que apesar das divergências com a gestão federal, ele fica no partido. “O regimento do PMDB é o único que prevê a divergência. No PMDB é permitido divergir”, afirmou Braga.

Frenético

O curto prazo de campanha na eleição suplementar vai obrigar Eduardo Braga a bater um recorde: ao final desta semana, ele terá visitado 45 municípios em 21 dias.

Excursão

Entre hoje e domingo o peemedebista visita  16 municípios, entre eles,  Fonte Boa, Benjamin Constant, Tabatinga, Nhamundá, Maués, Parintins, Careiro da Várzea, Nova Olinda, Autazes, Coari, Tefé e Iranduba.

Animadíssimo

Todo serelepe em um palanque montado pela campanha de Rebecca Garcia ontem à noite, o deputado estadual Sabá Reis, do PR de Alfredo Nascimento e Marcelo Ramos, oficializou  apoio à  candidatura, em oposição à orientação do seu partido. “É uma decisão para que eu possa estar em paz comigo mesmo”, justificou.

Nem aí 

Sabá Reis foi além e disse: “Muitos estão surpresos por conta do que eu estou fazendo. Eu não deixei de ser amigo de ninguém. Mas só devo satisfação dos meus atos ao povo, que me elegeu, e aos meus amigos”, sentenciou. 

Adesão

O prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Souza (Pros), e Walzenir Falcão, da Confederação Nacional dos Pescadores, também subiram ontem no palanque de Rebecca Garcia. Anderson sustentou que dos 11 vereadores da Câmara do município, nove farão campanha para a candidata.

Palinha

O deputado José Ricardo  (PT) confirmou que o ex-presidente Lula, “por uma questão de agenda”, não virá ao Amazonas participar de sua campanha. Mas ele aguarda  que o líder petista pelo menos apareça em sua propaganda eleitoral gratuita.

Chateado

Em “nota de protesto”, distribuída ontem, o candidato da Rede, Luiz Castro, diz que há 20 dias pediu ao TRE revisão do seu tempo de TV (de 9 para 15 segundos), mas até hoje não foi atendido.