Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Editorial

Apoio à economia regional


agora_seduc_69F21EC1-FABC-468A-8DEC-B35B965E28A5.JPG
27/05/2019 às 07:15

A aquisição de produtos de origem dos núcleos familiares e comunitários do Amazonas pelo Governo Estadual tem sido promessa de vários governos na história estadual. Alguns a iniciam, fazem ações que ganham espaço na mídia e, depois, ignoraram o compromisso.  O atual governo do Amazonas retoma a ideia e assume o compromisso de revigorar o compras governamentais com foco na produção dos municípios.

O Núcleo de Apoio a Programas de Economia Regional (Naper), lançado no dia 20 de maio, é o órgão responsável para tornar real o compromisso de mapear, revisitar as áreas produtoras para atualizar o mapa e estabelecer as possibilidades de aquisição dos produtores. Vinculado à Secretaria de Educação (Seduc), o Naper tem condições de retomar os elementos de constituição de uma cultura saudável nesse campo, utilizando as demandas da própria Seduc.

São milhares de itens que podem ser adquiridos pela secretaria para atender as escolas da capital e do interior. Produtos hortifrutigranjeiro, vassouras, carteiras e mesas escolares, material de limpeza. O que tem prejudicado iniciativa desse tipo são os pactos político-partidários que tendem a tomar conta das iniciativas populares, das cooperativas e de modalidades do gênero, como associações de pais, clubes de mães e, como atravessadores viciados, se apropriam do espaço e dos recursos para atender aos seus próprios interesses de negócios, inclusive os eleitorais.

A contaminação mantém a sujeição dos produtores e a realidade de pobreza no qual a maioria permanece inserida. O Naper tem a tarefa e o desafio de fazer um caminho novo onde os critérios de compra se baseiem na transparência pública, na adoção de preços justos para que o Estado e os produtores não sejam duplamente lesados, e de estabelecer competências negociais a fim de enfrentar as manobras e armadilhas existentes nessa modalidade tanto no âmbito interno quanto no externo que ganha milhões de reais por meio das compras de governo.

Uma boa atuação do Naper poderá entre outros aspectos elevar a autoestima das famílias produtoras, reforçar a ligação com a terra e a floresta, dinamizar a economia local e gerar novos postos de trabalhos. Poderá inclusive superar a noção de que no Amazonas nada se produz. Produz sim, e nas condições mais adversas. Falta apoio técnico competente e honesto para a produção escoar.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.